Tag: rio de janeiro

SOBE: gastrobar no rooftop

New rooftop bar in Rio

No topo de um casarão tombado do Jardim Botânico, com vista para o Cristo Redentor (quer coisa mais carioca?), se instalou o mais novo point do Rio de Janeiro: SOBE, gastrobar comandado pelos sócios Tunico Almeida, Fabio Mondego e Zeh Pretim. O ambiente pra lá de gostoso, a trilha sonora impecável, o cardápio de dar água na boca e uma decoração moderninha, mas aconchegante te fazem não querer ir embora nunca dali! “O SOBE é um lugar de detalhes”, fala Fabio.

Fabio Mondego e Caio Braz

A comida de bar ganhou releituras pelas mãos do renomado chef Fábio Battistella e é, acredite, im-per-dí-vel! Divida com os amigos a mussarela de cura crocante com creme de goiabada ou devore sozinho um burger de calabresa com abobrinha e amendoim. Uma festa garantida pro paladar! Se jogue também na porção de batatas, que no SOBE são rústicas e com molho feito na casa. Sobrou espaço? Brigadeiro, por favor! Feito com três tipos de chocolate para o sabor perfeito.

Ok, estamos falando de um bar, então cadê os bons drinks? É que é bom mesmo forrar o estômago pra se jogar sem medo nos líquidos, desenvolvidos por mestres da mixologia carioca a convite de Battistella. Um dos destaques é o Sunset Rider, com gin, aperol, marshmellow torrado e sumo de limão siciliano. Se preferir algo mais simples, vá com a caipirinha de tangerina e uva que é de beber rezando! O bar, que abriu no último dia 3, já tá causando burburinho pela cidade. Então, SOBE!

Fábio Battistella

SOBE – Rua Pacheco Leão, n° 724 D, Jardim Botânico.

ENGLISH

On top of a big beautiful house in the Jardim Botânico neighborhood, overlooking the Redentor (what’s more Rio than that?), the newest point of Rio de Janeiro was installed: SOBE, a bar led by the partners Tunico Almeida, Fabio Mondego and Zeh Pretim. With a delicious atmosphere, flawless soundtrack, mouthwatering menu and a modern, but cozy decoration, you just feel like never leaving this place. “SOBE is a place of details”, says Fabio.

The bar food won reinterpretations at the hands of the renowned chef Fábio Battistella and, believe me, it is a must eat. Share the crunchy mozzarella with guava cream or attack the pepperoni burger with zucchini and peanuts by yourself. It’s a party for your mouth, that’s for sure! You should also try the rustic potatoes with the homemade sauce. For the grand finale, try the Brazilian desert brigadeiro, which in SOBE is made with three types of chocolate for the perfect flavor.

Okay, it’s a bar we’re talking about, so how about the drinks? Don’t forget to eat, ‘cause you’ll want to try them all, since they were developed by masters of Rio’s mixology at the invitation of Battistella. One of the highlights is the Sunset Rider, with gin, aperol, toasted marshmallow and lemon juice. If you prefer something simpler, go with the tangerine and grape caipirinha. The bar opened last Wednesday and is already causing buzz. You won’t want to miss this!

Fotos de Marina Ribeiro

Babilônia Feira Hype

Creative economy in a fashion fair

Foi em 1996 que nasceu a Babilônia Feira Hype. Verdadeiro celeiro criativo, a “incubadora de novidades” chegou ao Rio de Janeiro expondo novas marcas e produtos, mostrando ao carioca que estar na moda sem consumir as mesmas etiquetas de sempre era super possível e ainda mais original. Dezoito anos se passaram, a Babilônia Feira Hype cresceu, se consolidou, conquistou um público fiel e se tornou um evento referência quando o assunto é moda no Rio de Janeiro.

Os organizadores Robert Guimarães e Fernando Molinari

“Nosso público sabe o que é autêntico e tem com a Babilônia Feira Hype uma relação de afinidade e carinho”, diz o diretor Robert Guimarães. Para construir essa relação, a Babilônia passeou pela cidade e ocupou seus diferentes cantos, com edições no Pier Mauá, na Marina da Glória, no ATL Hall e no Jockey Club, além do formato atual (feito em parceria com o SEBRAE-RJ) no Clube Monte Líbano, com vista para a Lagoa e para o Cristo. Tem coisa mais carioca?

É só passear por seus corredores para ver que o negócio é economia criativa na veia! São 200 expositores, todo mês apresentando seus artigos de moda, design, arte e gastronomia para um público eclético de 15 mil pessoas, em stands dos mais variados estilos e tamanhos. O Brazinho também está lá, claro! A feira acaba sendo um ponto de encontro não só de negócios, mas também de amigos, e no fim do dia tudo pode acabar num bom chope artesanal.

A Babilônia Feira Hype se tornou célebre inclusive por lançar no mercado marcas que são hoje cases de sucesso, como a Farm, que começou na feira num espaço de 4m2 em 1997 e é hoje febre absoluta da moda brasileira. E o plano é seguir criando plataformas para novas marcas, como o Hype Free Market, que acontece no Città America e oferece também um setor de brechós, “acompanhando uma tendência crescente da moda sustentável”, diz Robert, e o e-commerce da feira, plano para 2015.

BABILÔNIA EM NÚMEROS

18 anos de existência 1 edição por mês 200 expositores 15 mil pessoas por edição 300 edições nos primeiros 11 anos, com público superior a 3 milhões de pessoas e 4 mil expositores Vários cases de sucesso, como Farm, Espaço Fashion, Reserva, Via Mia etc.

E a próxima edição? Babilônia Feira Hype – Edição Especial Comemorativa pelos 18 anos 29 e 30 de novembro na Marina da Glória Ingresso: R$ 10,00

Inglês

Born in 1996 in Rio de Janeiro, Babilônia Feira Hype is a true incubator of ideas that proved it’s possible to be fashionable without consuming the same old labels by exposing new brands and products. Eighteen years have passed since its beginning, the fair grew, consolidated and won loyal followers, becoming a reference event when it comes to fashion.

“Our audience knows what is authentic and has with Babilônia Feira Hype a relationship of affection”, says the director Robert Guimarães. To build such a relationship, the market wandered through the city, occupying different spaces like Pier Mauá, Marina da Glória, ATL Hall and Jockey Club. Its official place is now Clube Monte Líbano, with a beautiful view of the Rodrigo de Freitas lagoon and the Corcovado. Is there something more Brazilian?

A walk through the aisles is enough to confirm that the creative economy is the real deal! After all, every month 200 exhibitors present their articles of fashion, design, art and gastronomy for an eclectic crowd of 15 000 people. Caio Braz store is also there, and the market ends up being a great place to meet up not only with business partners, but also with friends. At the end of the day, people can hang out and enjoy some nice drinks.

Babilônia Feira Hype is also famous for bringing to the market new brands that became a huge success, like Farm, that started out as a small store and is now an absolute hit in Brazil’s fashion. The idea is to keep creating platforms for new brands, such as Hype Free Market, an event held in Città America mall that also offers thrift shops “following a growing trend of sustainable fashion”, says Robert. The e-commerce is another plan and will probably be online by 2015.

KNOW MORE

18 years of existence 1 issue a month 200 exhibitors 15 000 people per issue 300 issues in the first 11 years, with over 3 million visitors and 4000 exhibitors Many successful cases, such as Farm, Espaço Fashion, Reserva, Via Mia etc.

Next edition Babilônia Feira Hype – Special edition in celebration of the 18 years of existence November 29 and 30 at the Marina da Glória R$ 10,00

Fotos de Marina Ribeiro

Semana Design Rio: o que fazer!

A major design event in Rio de Janeiro

Nos próximos dias, o Rio de Janeiro vai ser tomado por design! É que acontece a segunda edição da Semana Design Rio promovida pelo GLOBO, que de 5 a 9 de novembro apresenta uma programação especial totalmente voltada para o tema, com workshops, palestras, exposições etc. dedicados ao melhor do design. Saiba mais do que acontece pela cidade e anote os favoritos na agenda!

JOCKEY: é o “ponto de partida” da Semana, local onde a programação oficial acontece. Durante todos os dias de evento, o Jockey contará com palestras, workshops, análises de cases e mesas redondas de especialistas nacionais e internacionais. No dia 07, a Tok&Stok apresenta Design de Espaços, com Bel Lobo.

PORTO MARAVILHA: se você busca interação com a cidade, este é o seu lugar! Além de atividades gastronômicas, o porto receberá no dia 05 a Bar em Bar, visita guiada a cinco tradicionais bares e restôs da região, e uma Oficina de Grafite com Pedro Themothéo, no dia 09. Percursos, intervenções teatrais e a Sinalização Viral apresentando a indústria criativa da zona portuária também serão atrações.

LAVRADIO/TIRADENTES: o Centro de Arte Maria Teresa Vieira convida para o Forum Design e Cultura, com palestras de artistas, designers e produtores durante os cinco dias de evento. Exposições, oficinas e mostras completam a programação da área.

IPANEMA: as lojas são as grandes agitadoras de Ipanema durante a Semana, com exposições, lançamentos e atividades especiais para quem passar por lá. Destaque para a exposição de Sergio Rodrigues, grande nome do design e da arquitetura que faleceu este ano. Lá, serão lançados uma edição especial do banco Mocho e a poltrona Benjamin, seu último projeto.

BHERING: a antiga fábrica da Bhering estará de portas abertas para os visitantes dos dias 7 a 9, e contará com dezenas de atividades especiais, como exposições, palestras, intervenções artísticas e muitos lançamentos. No domingo rola o A Bolha Open Air, com “o menor cinema a céu aberto do Rio de Janeiro”, no terraço da fábrica.

Fique ligado!

A programação off-Jockey vai muito além destes espaços, ocupando toda a cidade com design. Confira aqui todas as atrações, horários e locais para não perder nadinha!

ENGLISH

Rio de Janeiro will be taken over by design! The second edition of “Semana Design Rio” will take place between 5 – 9 November and it will present a really special schedule completely dedicated to the theme, with workshops, lectures and exhibitions all over town. Check out the highlights of the program and get ready!

JOCKEY CLUB: where the official schedule happens. It will feature workshops, lectures, case reviews and round table discussions with national and international experts, during all days of the event. On November 7, the Brazilian architect Bel Lobo discusses space design.

PORTO MARAVILHA: if interaction with the city is what you’re looking for, this is the place! Besides of culinary activities, the port area will offer, on November 5, a tour in five traditional bars and restaurants nearby. On November 9, there will be a graffiti workshop by Pedro Themothéo. Theatrical and urban interventions will be also part of the program.

LAVRADIO/TIRADENTES: the Maria Teresa Vieira Art Center will invite the visitors to the Design and Culture Forum, where designers, artists and producers will give lectures during all the days of event. Exhibitions, shows and workshops will complete the schedule.

IPANEMA: during the event, the stores are the hotspots of Ipanema neighborhood, offering exhibitions, launches and special activities. The main feature of the schedule is the Sergio Rodrigues exhibit, a big design and architecture name in Brazil who died this year.

BHERING: the old factory will be open for visitors from 7 to 9 November, featuring dozens of exhibitions, lectures, artistic performances and launches. The “A Bolha Open Air – the smallest open air movie theather in Rio” takes place on sunday, at the factory terrace.

Stay tuned! The off-Jockey schedule goes far beyond theses areas, occupying the entire city with design. Click here for all the attractions, times and places and enjoy!

Fotos de O GLOBO, Alexandre Campbell, reprodução e Isabela Kassow

Adidas Originals♥FARM: festa de lançamento da segunda coleção

Brands celebrate collaboration with super party

O sucesso estrondoso da primeira parceria entre a FARM e a Adidas rendeu frutos, e foi para celebrar a segunda colaboração entre as marcas que rolou ontem, no Rio de Janeiro, a festa de lançamento da nova coleção. O cenário foi a antiga fábrica Bhering, espaço cool hoje ocupado pelos estúdios e ateliês de dezenas de artistas.

No último andar do prédio, os ares industriais de um galpão deram lugar a palco, luzes e um povo agitado, que dançou madrugada adentro sem se intimidar com o calor! O som ficou por conta de nomes do momento: Mahmundi, Pearl Negras e Flora Matos, além do Dream Team do Passinho, que bombou o palco com seu funk rebolado e quente! Nas pickups, dj Nepal fechou a noite com pista animada e muito, muito suada.

Caio Braz e Flora Matos

ENGLISH

The first partnership between FARM and Adidas was a smashing success which resulted in a second collaboration between the brands. To celebrate the launch of the new collection a hell of a party took place in Rio, at the old Bhering factory building that is now a cool space occupied by artists and their studios.

On the top floor, the construction industrial vibe mixed perfectly with the party lights and stage settings. Despite the heat, the crowd was full of energy and danced all night long to the sound of the Brazilian artists of the hour: Mahmundi, Pearls Negras and Flora Matos. Dream Team do Passinho rocked the stage with their amazing moves and dj Nepal ended the night with a hot set for some seriously sweaty people.

Fotos de Marina Ribeiro

Caverna: hamburguer & rock and roll em Botafogo

The newest hotspot in Rio

Imagine montar o bar dos seus sonhos. Um lugar que você adoraria frequentar, com as suas bebidas favoritas, comida de dar água na boca e trilha sonora perfeita. Melhor, imagine fazer isso na companhia de amigos, transformando esse espaço numa segunda casa. Imaginou? Pois foi isso que Aline Tavares, Marcio Barros e Pedro Aliperti fizeram ao criar o Caverna, novo hostpot de Botafogo. Inaugurado em 29 de julho, o bar acabou de completar 3 meses de existência com filas na porta e muito burburinho pela cidade.

Lá, os toques dos sócios se espalham por cada cantinho. Foi Aline, que já trabalha com cozinha há 15 anos, que construiu o cardápio enxuto, chave para que tudo seja feito na própria casa — dos pães aos molhos. O hambúrguer, prato que ela adora, acabou virando o carro chefe do negócio, com uma receita diferente a cada semana. Além disso, o Caverna adotou a campanha “Segunda Sem Carne”, dia de hambúrguer vegano que tem feito o maior sucesso.

As cervejas são selecionadas por Pedro, que optou por fomentar a cena artesanal local e oferece muitos rótulos cariocas. Os chopes Lager e Weiss são feitos por ele, que tem seis anos de experiência no assunto e se prepara para produzir uma nova e secreta receita, exclusiva para o Caverna! A carta de drinks assinada por Sandra Mendes é arrojada e vai ganhar seis novas opções. De quebra, é só o cliente conversar com os bartenders sobre suas preferências para ganhar uma bebidinha só sua, na hora!

O Caverna exala rock e fica com Marcio, que além de publicitário é músico e “metaleiro mesmo”, a tarefa de bolar a trilha sonora. Música por música, ele monta as playlists que dão vida rebelde ao lugar e se mesclam perfeitamente com o ambiente. Ambiente, aliás, pensado nos detalhes: das mesas comunitárias com espaços cheios de gelo para a cerveja às paredes “tatuadas”, do fliperama inspirado no Barcade, em Nova York, à carta de drinks com cara de moleskine que os clientes adoram “levar de recordação”, o Caverna é mesmo um esconderijo imperdível.

Sabia?

O bar foi feito pensando nas mulheres, e elas são mesmo as grandes frequentadoras!

Quando o nome Caverna já havia sido escolhido, o trio descobriu uma “caverna” no lugar: a enorme pedra num espaço que se assemelha a uma gruta virou parte da decor e pode ser vista através de um vidro.

No dia 12 de novembro rola por lá o “Workshop: Iniciação em Bar – Old is Cool”, da premiada mixologista Jessica Sanchez.

ENGLISH

Imagine building the bar of your dreams. A place you would love to go, with your favorite drinks, delicious food and the perfect soundtrack. Or better yet, imagine doing it in the company of friends, building a second home. Well, that’s what Aline Tavares, Marcio Barros and Pedro Aliperti did by creating Caverna, the newest hotspot in Rio de Janeiro. Opened on July 29, the bar just celebrated three months of existence and already is the talk of the town.

In Caverna, the owners’ personalities spread into every corner. Aline, who’s been cooking for 15 years now, is responsible for the precise menu. The hamburger (one of her favorite dishes) has become their major success, with a different recipe each week. Caverna also adopted the “Meatless Monday” project, and that is just the perfect day for vegans to enjoy great burgers around there.

The beers are selected by Pedro, who chose to support local brewers and offers many labels from Rio de Janeiro. The Lager and Weiss draft beers are made by him, who has six years of experience in this area and will soon produce a new, secret recipe, Caverna exclusive! The bold cocktail menu is signed by Sandra Mendes and six new drinking options are on their way, but if you’re feeling adventurous you can talk to the bartenders about your taste and they will make you your own special drink!

Caverna is all about rock and roll and Marcio (who is an advertiser, a musician and a “true metalhead”) holds responsibility for the soundtrack. His playlists give the place a rebel flair, creating the perfect atmosphere. Well, it’s true that every detail there has been thought with affection: from community tables with spaces filled with ice for your beer to “tattooed” walls, from the arcade inspired by a New York bar to the menu that looks like a moleskine, Caverna is a must go.

Caverna Rua Assis Bueno 26 Botafogo 3507.5600 (18h-1h)

Fotos de Marina Ribeiro

Rio de Janeiro // Guia de Lifestyle

         

Difícil mesmo é conhecer a Cidade Maravilhosa e não se apaixonar por esta que é a metrópole mais linda de todo o mundo. Peço desculpas e licença a Paris, Nova Iorque, e outras campeãs, mas ninguém detrona o contraste da natureza  [praia vs. montanhas], o jeito despachado e carismático dos cariocas, as garotas de Ipanema, os leks da Gávea e todo esse mosaico-sensação do Brasi que é o Rio de Janeiro. Segue então, o meu top 10, dessa cidade tão encantadora.

Xô restaurante moderninho-cool-fusion! Sou apaixonado por restaurantes antigos, e o Rio é um prato cheio pra quem também curte essa vibe garçons-pinguins-quase-mal-humorados/travessas-de-inox/pratos-tradicionais.

Na beira-mar do Leme, o La Fiorentina existe há 60 anos: a frequência é maravilhosa, e a comida, também. Os pratos levam nomes de artistas, como Linguado à Luana Piovani, Filé Vera Fischer, e cafonices [que a gente ama] do gênero. Na Lapa, a boa é conhecer o Nova Capela, também das antigas.

E o mais antigo de todos: o Café Lamas, inaugurado em 1874, antes mesmo de abolirem a escravidão no país. É uma viagem no tempo, e o Filé ao Chateaubriand continua um clássico e absoluto.

De Janeiro a Janeiro, o Baixo Gávea é o melhor point da zona sul pra tomar um chopp. Todo mundo vai pro BG [bê-gê]: adolescentes, jovens e famílias se deliciam no Braseiro da Gávea [filas gigantescas alert!] e no Hipódromo [são do mesmo dono, mas a comida deste último é bem mais fraca].

As ruas são tomadas por ambulantes vendendo uma ixtélinha [Stella Artois] a R$ 5 e gente a fim de paquerar, papear, esquentar pra night. Um programa absolutamente sem stress e delicioso.

ARPOADOR E POSTO 8: galera descontraída, da música, moda, tv, cinema, artes em geral. uma delícia durante a semana, crowd no findi. melhores points: barraca do P.Q.D e em frente ao Hotel Fasano. farme de amoedo: a Le Boy, só que na praia. POSTO 9 E COQUEIRÃO: fortões, fortonas, açaí, todo mundo em pé de swimwear se olhando. tem um quê de The Week. POSTO 10: bem família, ótima para os dias de ressaca, quando você não quer aperto e ver ninguém POSTO 12: já no Leblon, reduto de gente linda, playboys, patys e celebridades.

O Claude Troisgros tem um montão de restaurantes pelo Rio, mas o meu preferido – sem dúvidas – é o CT Boucherie, que fica na Rua Dias Ferreira, no Leblon. O Boucherie [açogue, em francês] funciona assim: você escolhe a carne e a aproveita um rodízio de acompanhamentos [legumes, batatas, risotos, ah que fome!]. Preço justo para os padrões cariocas, atendimento e comida espetaculares. Parada obrigatória!

Casa-multiespaço em Botafogo, a Comuna é o espaço preferido dos hipsters/modernos [embora a maioria d-e-t-e-s-t-e essa alcunha]. O espaço se divide entre galeria de arte, pistinha e a Sala de Estar, loja que abriga peças de estilistas da nova geração [e lá que estão as minhas peças no Rio!]. Dá um pulo lá que sempre tem gente bonita.

Desde a pacificação do Vidigal em 2011, a ex-favela e agora bairro se transformou no partyspot mais hypado do Rio. As festas acontecem dois lugares: logo na subida do morro, na Oficina do Jô onde dá pra subir à pé, e lá no Arvrão, no cume do Everest Vidigal. Pra subir, só de mototáxi, os taxistas sempre se recusam, porque é bem longe mesmo. A vista do albergue do Arvrão, onde acontecem as festinhas, é dramática, estonteante, mágica.

A xêpa [fim de festa, em bom carioquês] mais animada do Rio, onde todo mundo se mistura, em um grau alcóolico elevadíssimo. A Pizzaria Guanabara é aquele lugar onde todo mundo vai atrás de um último assunto, último carboidrato, um último chopp, uma última pegação. Pra sair só depois do amanhecer.

No Domingo acordamos de ressaca, vamos à praia e terminamos em um delicioso fim de tarde na mureta em frente ao Bar Urca, tomando cerveja pra curar a ressaca do dia anterior e comendo deliciosas gorduras trans [pasteis, principalmente] para ajudar no processo.  É a xepa da xepa!

Amo, venero, preciso. A Sociedade dos Amigos das Adjacências da Rua da Alfândega, ou simplesmente Saara, é o comércio popular do Rio de Janeiro, divertidíssimo. Pense em perucas, acessórios para festas, fantasias, móveis, pastel com caldo de cana, tudo-o-que-é-réplica, acessórios para cozinha, temperos. O Saara é  um barato, e uma das experiências mais cariocas que o Rio pode oferecer. Sem frescura tá gente, é um calor danado mesmo [o nome Saara faz todo sentido!]. O melhor jeito de chegar é via metrô mesmo, descendo na estação Uruguaiana.

 

Seja no verão ou no inverno [estação que parece nem existir no Rio], o rolê mais mágico da cidade é um passeio pelas Ilhas Cagarras. Olha as fotos que a galera do I Hate Flash fez em um dos primeiros passeios que eu fui. Se você estiver em um grupo grande, pode alugar a sua própria saveiro comandar sua própria festa [esse ano fiz meu aniversário nesse esquema], ou aproveitar algum passeio da Saveiros Tur, que sai nos fins de semana. IMPERDÍVEL!