Tag: recife

Summer Tour 2013 Caio Braz: fatos & fotos

Antes de mais nada, Feliz Ano Novo! Sumi uns dias do blog, mas continuo super ativo no Instagr.am, e não poderia deixar de abrir o ano contando um pouco da excelente experiência que foi fazer a minha primeira turnê de lançamento pelo Brasil. Tô tão satisfeito [e fiquei tão exausto] que precisei de algum descanso para criar inspiração e escrever algo legal aqui para vocês.

ETAPA 01 - RIO DE JANEIRO - KM 0

A Dona Coisa foi o primeiro local que eu procurei quando a coleção ficou pronta e resolvi que iria vender em lojas além do online. É um lugar muito charmoso do Rio, que carrega bem a bossa chic carioca, e apesar de ser uma loja muito mais feminina do que masculina, tem tudo a ver com meu produto, até por conta das alpargatas, que são bem unisex, já que há tamanhos desde o 34 ao 43.

Quando estávamos criando a turnê, começamos a pensar em displays e visual merchandising, mas assim como os produtos precisavam viajar o país inteiro, a decoração deveria ser também algo muito portátil, que não custasse caro, e tivesse uma pitada de bom gosto. Resolvemos usar as fotos dos editoriais e da campanha que o Hick Duarte fotografou e aplicá-las em móbiles. Acabando a farra, era só levar na mala para o próximo destino.

Desenvolvemos também placas em madeira com corte a laser: uma para ficar pendurada nas araras, e outra para utilizar como display. A placa é igual à etiqueta das roupas. Pequenos detalhes que fazem a diferença.

E para colorir as paredes, comprei e mandei enquadrar vários posteres do Ygor Marotta, do Mais Amor Por Favor. Eu amo essa série e acho que combinam bem com a energia do meu trabalho. Eles estão disponíveis na Dona Coisa para venda, btw.

No Rio foi ótimo. Significou muito pra mim começar na cidade onde descobri a moda, onde moro, onde crio. Até a Princess Raquel Nazareth foi. Só uma coisinha: o evento estava marcado para começar às 19h e neste mesmo horário caiu um temporal na cidade, daqueles que chovem 90% da previsão mensal em um só dia. Resultado: a Lagoa alagou, o trânsito parou, e muita gente não chegou. No próximo São Pedro ajuda um pouco mais. <3

Fotos Rio: Raul Aragão

ETAPA 02 - BELÉM - KM 2437

Toca pra Belém do Pará, cidade que eu amo. Em Belém eu tinha fechado todo o contato por telefone, através de uma indicação do meu amigo Drito, que sugeriu a loja Ná Figueredo para fazer o lançamento. Não deu para passear, fiquei menos de 24 horas. Mas olha, fiquei impressionado ao chegar na loja: gigante, tem palco e espaço para eventos [com direito a arquibancada] e até estúdio de música no subsolo.

Fui em Belém em 2012 junto com a turma da Banda Uó e do Bonde do Rolê, em uma trip inesquecível [olha o link para o post aqui!]. Tinha ótimas memórias da cidade, e foi ótimo reencontrar amigos como o Wendel. Fazer lançamentos é um processo muito interessante para descobrir quem são as pessoas que curtem a sua marca, seus produtos. Uma coisa é um like no Instagr.am, outra é alguém ir na loja, provar uma peça, gostar, gastar dinheiro, etc. Bem construtivo.

ETAPA 03 - RECIFE - KM 4115

Estar na sua verdadeira casa não tem preço. Escolhi a Avesso por ser uma multimarcas cool, perto da casa de todos os meus amigos, não ter fama de careira, excelente atendimento, ótimo mix de produtos. É uma loja que já existe há mais de 20 anos na cidade e se solidifica cada dia mais pelas boa seleção e serviço bacana. Boa Cris!

 

Tem coisa melhor do que jogar em casa? Minha mãe já se prontificou a fazer um monte de coisas, como comidinhas para os visitantes. Todos os amigos de infância comparecem. As madrinhas, padrinhos, amigos do seu pai, da sua mãe, ex-chefes, ex-colegas de faculdades. Os novos amigos da moda também [aka DJ Ander Maraviwonderful]. Até os affairs vem dar um oi, te prestigiar.

 

Não posso deixar de agradecer – o lançamento teve o apoio da Heineken [muito obrigado!!!]

ETAPA 04 - BELO HORIZONTE - KM 5722

Ave Maria como eu amo a Savassi. O lançamento em BH foi na loja Bollocks, das sócias Bruna e Thamyris. De todos os lançamentos, foi o mais festivo. Pelo bairro ter essa característica de comércio de rua e ter um agito noturno, as meninas colocaram uma DJ na rua e rolou um festão na calçada. Foi o mais – festivo – dos lançamentos.

A Bollocks é uma multimarcas descolada de Belo Horizonte com um mix interessante de masculino e feminino, com uma pegada bem hipster.

E depois do lançamento ainda rolou um festão na Velvet, boate que fica bem ao lado da loja Bollocks, e ainda consegui dar uma palhinha no CDJ. Pacote completo!

ETAPA 05 - BRASÍLIA - KM 6313

 

Eu não conhecia Brasília. Fiquei impressionado. Achei tudo lindo, parece um campus de Universidade Federal [que deu certo] misturado com Higienópolis, bairro paulistano. Não há nada de esquisito sobre a cidade, como algumas pessoas gostam de dizer – sobre não ter esquina, nem gente pelas raus. Já assisti uns 10 documentários do Oscar Niemeyer, li tanto sobre a construção da cidade, mas chegar na Esplanada, dar de cara com a Catedral, o Palácio do Planalto, é uma emoção sem tamanho.

 

O lançamento em Brasília aconteceu no Limonada Project, feira de novos designers comandada pela galera da multimarcas VerdeManga. Super legal a iniciativa, é uma feira com vários stands e design autoral brasiliense. Tudo feito com o maior cuidado e carinho, ainda rolou uma palestra minha sobre Moda, Comunicação e Empreendedorismo.

Polly, minha amiga linda, que é a mais brasileira das brasileiras: índia, mulata, brasiliense e carioca. Demos um passeio massa pela cidade, junto com o Diogo, amigo desde os tempos de colégio, e que hoje é diplomata. Obrigado pela companhia!

 

GNT Fashion: especial Pernambuco!

Fiquei tão feliz, mas tão feliz quando surgiu a possibilidade de levar o GNT Fashion para Recife, minha terra natal – no meu aniversário de dois anos de programa – pra gente realizar um especial sobre a moda e a cultura pernambucanas! Sempre quis [e ainda quero] que o nosso programa possa mostrar outros eixos do país, e quando isso acontece, é muito legal!

Os episódios já foram ao ar no GNT, mas você pode assistir às matérias que eu gravei aqui:

A história e os passos do frevo!

Link para matéria, caso não funcione o player: clique aqui!

Olinda e a cantora Catarina Dee Jah!

Link para matéria, caso não funcione o player: clique aqui!

Recife ganha um novo evento de moda: o Recife Moda & Música!

 

Uma notícia muito boa para Recife e Pernambuco: habemus novamente um evento bacana de moda na cidade, depois de um hiato de quase dez anos! O Recife Moda & Música acontece a partir de hoje, terça, 21 até quinta, 23, com desfiles, palestras e shows de música.

Em cada um dos dias, haverá uma série de desfiles, com direito a talentos como Walério Araújo e Melk Z-Da e a moda praia bacana da Rush Praia e Movimento; DJs e bandas fazendo um som pra galera; e palestras de Magna Coeli, sobre sustentabilidade e moda, da galera carioca da GOMUS, sobre music branding [super interessante] e uma palestra minha sobre TV, Moda e Comunicação. 

Queria muito agradecer ao Victor Carvalheira, amigo de infância pelo convite, e convidar todos vocês a prestigiarem o evento e assistirem à minha palestra!

RECIFE MODA & MÚSICA
Cachaçaria Carvalheira
21 a 23 de Maio de 2013
Ingressos duplos: R$ 100 [inteira] e R$ 25 [meia]
A partir das 18:00

LINEUP OFICIAL

DIA 21 DE MAIO 18:30 WALÉRIO ARAÚJO 19:00 DTS 19:30 CLUB NOIR 20:00 KIKORUM 20:30 RUSH 21:00 FORUM DIA 22 DE MAIO 19:00 ISKA VIVA 19:30 MARIA RIBEIRO 20:00 VAGAMUNDO 20:30 REFAZENDA 21:00 MELK Z DA

DIA 23 DE MAIO 18:30 MOVIMENTO 19:00 PRATA DA CASA 19:30 NOEMI RENDAS 20:00 SIANINHA 20:30 SEAWAY 21:00 JOGÊ 21:30 DONA SANTA SANTO HOMEM

10 Motivos para achar a Clarice Falcão uma fofura!

Clarice Falcão é uma bela revelação de 2013, e uma daquelas meninas fáceis de se apaixonar. Veja nossos 10 motivos pra achar a Clarice a fofura mais doce do momento!

1. Seu talento musical

Antes de alcançar maior público nos vídeos do Porta dos Fundos, Clarice já soltava vídeos no Youtube em que cantava composições próprias. Agora acabou de lançar Monomania, seu primeiro e gostoso disco, com produção de Olivia Byington [sua sogra!]. Já compôs músicas para as trilhas de Lisbela e o Prisioneiro, e Até o Fim.

2. É boa atriz!

Já participou de curtas premiados, filmes, séries e da novela A Favorita. Lógico que o mérito maior veio pelos vídeos da turma da Porta dos Fundos, mas se você estava um pouquinho ligado no mundo há uns anos, já tinha visto a carinha dela em algum lugar!

3. É espirituosa e tem personalidade.

“Fazer humor é mais difícil que fazer drama” não é um clichê infundado. Realmente a arte de fazer rir é mais complexa que a de chorar. E Clarice a domina muito bem. Com um timing muito bom e uma ~sonsice~ gostosa, ela consegue arrancar gargalhadas. Ela é capaz de falar o pior palavrão de um jeito tão meigo que você racha o bico!

4. Escreve letras de músicas sinceras

Com um quê de Phoebe Buffay, suas letras são divertidissimas. Anti-canções de amor com a capacidade de se ridicularizar e ridicularizar o [ex]namorado, baladinhas fofas, e conclusões absurdas fazem Clarice sair do lugar-comum do folk, estilo do qual ela mais se aproxima.

5. Faz covers legais

Precisa falar algo mais?

6 – É pernambucana!

Assim como o dono deste blog, que acredita piamente que as pessoas que nasceram na maior e melhor cidade do Brasil [ALÔ RECIFE!] fazem a diferença. #bairrismo #humildade

7. Tem pais [muito] legais

 eles já eram cool antes disso ser cool

Clarice é filha de João e Adriana Falcão. Casal foda da dramaturgia brasileira. Ele é roteirista, diretor e compositor. Ela roteirista e escritora. Juntos ou separados, eles já tem no currículo obras como O Auto da Compadecida, Lisbela e o Prisioneiro, A Máquina, Fica comigo Essa Noite, O Coronel e o Lobisomem, A Grande Família… Bom, já sabem de onde vem o talento.

8. Namora o Gregorio Duvivier

E além de todo esse talento na família, ela namora o figura Gregório Duvivier. Clarice também interpreta ela mesma no [hilário] reality-show-fake dele chamado O Fantástico Mundo de Gregório.

9. Ressuscitou Confissões de Adolescente no teatro

Além de fazer parte do elenco, ela foi responsável pela readaptação da peça junto com Matheus Souza. Isso pode parecer nada para você. Mas quem cresceu nos 90, sabe a importância dessa peça e da série para toda uma geração.

10. É a Zoey Deschanel brasileira 

Super parecidas, com essa franjinha, esse look França, e os olhos azuis gigantes. Um amorzinho.

Clarice Falcão acaba de lançar seu primeiro CD, Monomania, disponível para compra na iTunes Store.

Pré-Carnaval no Recife

Gente, mil desculpas pela semana que o site ficou offline, tive um problema no servidor que deixou o blog fora do ar, e só consegui voltar agora. Bom, depois do São Paulo Fashion Week, eu fui direto pro Recife visitar meus pais, trabalhar um pouco, e curtir o carnaval. Acabei ficando umas três semanas, e rolou um monte de coisa:

Eu e Joana Gatis nos juntamos para promover a prévia de carnaval Afrodite, que teve como primeira convidada a Gaby Amarantos. Essa foi uma das nossas fotos de divulgação, que eu tirei, assim como o vídeo-teaser, que vocês já devem ter visto por aqui ou no Facebook. Afrodite se quiser.

Além do video-teaser da festa e outras estripulias, preparei umas mixtapes, que já postei aqui antes. Essa é a capinha de um dos CDs, a mixtape Promíscua. Foi entregue a vários jornalistas e alguns amigos da cidade, fica aí uma ideia boa para os produtores de festas: na era digital, um mimo analógico sempre cai bem.

 

Com a Gaby Amarantos no backstage da Afrodite. CATA A FANTASIA.

A FFW! Mag lançou uma edição especial sobre Pernambuco, o que acabou resultando em um grande evento em Olinda com o desfile dos bonecos gigantes vestindo criações dos estilistas nacionais. Esse daí é um bonecão com estampa da Amapô.

Olinda toda linda.

 Carnaval no Pátio de São Pedro

Dudu de Olinda, um patrimônio histórico da cidade, assim como os casarões e as igrejas. Figura das maiores.

O amanhecer na Praia do Pina, no Recife. Eu amo que no Recife a partir das 4h30 da manhã o sol já está se levantando.

A arte de Nuca de Tracunhaem. Lá em casa a gente sempre teve os Leões do Nuca, mas depois que eu mudei pro Rio, senti falta deles. Acabei comprando um, menorzinho, que custa R$ 200. É uma peça em cerâmica, de mais ou menos 50 cm de altura. Vale à pena.

 

Essa é a Rua Conde da Boa Vista, uma das principais vias do centro da cidade, que está bem abandonado. Ainda assim, vale o clique.

Mais um amanhecer espetacular do Recife

PARA TUDO BRASIL! Olha o colégio que a gente encontrou no Parnamirim. Essa piada já foi feita um milhão de vezes, mas eu não consegui deixar passar em branco.

Eu e minha roommate Cecilia Meira, no Baile do Siri na Lata. O Siri é um baile bem tradicional de carnaval recifense, que meu pai produz há muitos anos. Cecilia fez um mega sucesso no Recife nos anos 2000 com a banda Máquinas na Pista (que eu era fã de carteirinha, aos quinze anos), e hoje a gente mora juntinho no Bairro Peixoto. Um sonho: que ela volte a cantar.

Meu amigo stylist Ander, com máscara de Walerio Araújo, e a rainha Sônia Braga, no baile do Siri na Lata. Sônia foi a convidada de honra do baile neste ano, ela é linda de morrer e super simpática. Dama da lotação forever.

Quem também foi no Siri na Lata foi a Mônica Waldvogel, jornalista do GNT, que comanda o Saia Justa há anos. Eu adoro a Mônica, ela é super inteligente e foi um prazer enorme tê-la com a gente esse ano. Coleguinhas de canal, tô muito chique. Ah, essa camisa foi criação minha, especial pra carnaval!

Fiquei surpreso com a quantidade de camisetas “Boy Magia” inspired que eu encontrei no carnaval do Recife. Essa foi uma delas. Achei o máximo ser “falsificado”, confesso.

Carnaval não é só pegação, também dá pra brincar com a família. Ao meu lado, minha amada e maravilhosa mãe, e Rosana, amiga da família. Eu lembro quando era bem criança que Rosana falava um ótimo inglês e vivia viajando, isso acabou me influenciando. Deu no que deu.

CDJ + Carnaval + Maledita = issaí

A turma da Gang do Eletro, que fez um dos melhores shows do Rec-Beat neste carnaval. Amei demais! Em breve subo uma crítica sobre eles!

Eu e o DJ Cavalli, que nasceu na Metrópole e agora faz o maior badalo nas pistas de São Paulo. Vai com tudo Cavalli!

Eu sou muito empreendedor e além de uma maison de modas, criei uma grife de caldinhos. Mentira. Mas bem que podia ser meu né? Caldinho do Braz, em plena praia do Pina. Delícia.

Pra encerrar, a Praia do Paraíso, escondidinha perto de Suape.

Recife Hipster Guide

Recife Hipster Guide né? Se você gostar de cultura, arte, praia, balada, gente simpática, comida gostosa, música (autoral, muito importante), você precisa conhecer Recife. Então com muito apreço e amor eu lhes apresento os melhores lugares da minha terrinha natal, porque pernambucano de verdade sempre vai achar o Recife a maior e/ou melhor cidade pequena do mundo.

Assunto polêmico, e vale à pena aprender um pouco de história. Infelizmente, a praia do Recife tem tubarões na orla. Isso aconteceu porque algum filho da mãe aprovou obras no Porto de Suape sem nenhum cuidado ambiental e acabou com a região onde os tubarões se alimentavam e procriavam. Os tubarões, que agora passam fome, mordem as pernas dos surfistas que estão nas orlas de Boa Viagem e do Pina. Então se você for tomar banho, é uma delícia – águas calientes – mas com a maré baixinha e sem sair do raso. PLMDDLS.

A praia do Recife tem uma característica bem diferente das outras praias do Brasil, que eu acho o máximo. É uma verdadeira praia de alimentação. As pessoas frequentam a praia para encher a cara e comer muito, sem a preocupação neurótica do corpo sarado carioca. Prepare-se para caldinhos de feijão com ovo de codorna e charque – mesmo sob o calor esturricante – camarões, amendoins, e ostras. Eu sempre comi ostra na praia, tem gente que considera perigoso, eu acho isso coisa de quem não tem anticorpos. Com sal, azeite e limão. Bem baratinho, negocie com o vendedor.

Sobre o point, há polêmicas, mas o “Posto 9” pernambucano é o edifício Acaiaca, mas a galera mais jovem tem frequentado a Barraca do Pezão, que fica na altura do Edifício Elisa Lundgren, em Boa Viagem. A turma mais legal frequenta o Pina, que é mais popular e antropológica. Cuidado com os maloqueiros, nada de ficar brincando com o iPhone na areia, porque eles podem te roubar na saída. Sorry, mas é assim mesmo.

A cidade tem muitos restaurantes, para todos os gostos e bolsos. A boa mesmo é ir na Casa de Banhos, que fica no Parque das Esculturas de Francisco Brennand, a famosa Bilola do Marco Zero. Pra chegar lá, só de carro, atravessando Brasília Teimosa (vá sem medo) e uma estradinha estreita até chegar no restaurante, que fica em uma “restinga” entre o Oceano Atlântico e o Rio Capibaribe. Lindo de morrer, com um por do sol alucinante.

Ainda durante o horário de almoço, e principalmente durante a semana, o Bar Central é bate-ponto obrigatório da galera das artes, cinema, música, etc. Rola um almoço executivo em conta, e a comida é ótima. É um lugar super frequentado na noite também, serve para pré-nights ou simplesemente ficar lá bêbado a noite toda. Já dá pra ferver um pouco e fazer umas amizades. Em Boa Viagem outra opção é o Boteco Maxime, um pouco carinho, mas a comida é ótima!

Tem um bar que vale à pena principalmente pelo caldinho de feijão: o Bar do Neno, que fica na Zona Norte. O caldinho é uma instituição nos bares pernambucanos, e o do Bar do Neno ganha todos os anos o prêmio da Veja Recife, porque é muito delicioso. Confira.

E pra terminar a seção diurna, mais uma iguaria imperdível: o caranguejo. A verdade é que o caranguejo de Fortaleza é melhor do que o de Recife, eles são maiores, mas, não perca a chance de comer no Guiamum Gigante, que tem em Boa Viagem e em Casa Forte. O de Casa Forte é bem barulhento, não curto muito, o de Boa Viagem é mais charmosinho porque fica na Avenida, à beira-mar.

De noite, se você quiser fazer a linha mais chique, a boa é o Kojima, restaurante japonês que reune patricinhas, casais, grupos de amigos, etc. É um pouco playboy, mas é “massa”. O lugar é pequeno então é bom reservar, ou chegar cedo. A comida é maravilhosa, um pouco carinha para padrões Recife, mas o atendimento é ótimo, principalmente se o seu garçom for o Deo, que é uma figura. De lá, você corre pra balada.

Uma prática comum dos bares do Recife é a tal história do clone: clone de chopp, de camarão ao alho e óleo, de frango à passarinho. É hilário (nunca vi isso no Rio), mas é maravilhoso, principalmente nos dias de semana. Todo mundo quer pagar menos né? Fica de olho no Fiteiro, que tem na Zona Norte, no Parnamirim, e na Zona Sul, no Pina.

Todos os outros restaurantes que eu falei acima servem também como lugares para você encher sua cara. Central, Frontal, Bar do Neno, Boteco Maxime, Casa de Banhos. Assim como a praia. E principalmente, nas baladas que eu vou recomendar abaixo. Recife além de cultura, respira raparigagem e mucha fiesta!

GOLARROLÊ CREW O casal Alanna Marques e Lucas Logiovine começou com a Festa Putz!, cinco anos atrás, e hoje faz uma média de quatro festas por mês, todas animadíssimas. Tem o Brega Naite, onde toca o melhor brega rasgado, como Vício Louco, Djavu, Banda Lapada e, claro, hits do DJ Cremoso; a Maledita, com muita música pop nacional e internacional; a Neon Rocks, com repertório mais roqueiro e indie, a Putz!, de música eletrônica, e a novíssima Odara, só com músicas brasileiras. Não dá pra reclamar, tem pra todo mundo, e as festas SEMPRE vão até no mínimo seis da manhã, quando o sol já está fritando todo mundo. Não deixe de conhecer! Leve os óculos escurso (mas só use quando amanhecer, por favor, não é rave). Pra acompanhar a agenda e descobrir qual a festa da semana, curte eles no Facebook

SEM LOÇÃO 

Criada em Recife há bastante tempo também, pela DJ-Diva Lala K, Rebel K e Felipe Machado (Original DJ Copy), a Sem Loção foi a primeira das festas descoladas da cidade, e seu reinado é insubstituível. Reúne toda a galera que você quer conhecer, e um repertório animadaço. A Sem Loção bombou tanto que agora acontecem versões paulistanas e cariocas. Inclusive a de São Paulo ganhou o prêmio da Época neste ano como a melhor festa da cidade. Zero carão, e só causação. Cata eles no Feice aqui!

OTHER FACTS

COMPRE O JORNAL

Recife tem uma efervescência cultural muito forte, principalmente de bandas autorais. Evite os lugares com bandas cover – que geralmente enchem de patys e pleibas – e compre o jornal da semana (Jornal do Commercio ou Diário de Pernambuco) para descobrir onde vai ter show da Eddie, Academia da Berlinda, Catarina Dee Jah, Trio Pouca Chinfra, entre outras. O Teatro da UFPE costuma também ter ótimas atrações durante o findi.

BAIRRISMO CARINHOSO

Recife é o tipo de cidade que sim, tem uma beleza visível, as pontes, a praia, e tudo mais; só que a graça de lá é mesmo a sua gente. E essa gente, apesar de maravilhosa, pode ser um pouco bairrista. A grande maioria dos comentários regionalistas são piadas. Se você for de outro lugar e adorar uma discussão, recomendo seriamente fazer comparações com outros estados, pernambucano ama esse papo e ser um pouco soberbo, é uma chance de você aprender muito sobre nossa cultura. Se você ficar falando que o seu é melhor, corre o risco de apanhar *alerta*

A gente aprende desde pequeno a ter muito orgulho de sua história revolucionária, a acreditar que fundamos Nova Iorque, a entoar o hino do Estado, dançar o frevo. O orgulho pernambucano é diferente do gaúcho. Enquanto no Sul, os separatistas insistem que o Rio Grande é a Europa, em pernambuco defende o orgulho cultural e de suas tradições. Explore isso nos habitantes, sua viagem vai ficar bem mais rica.

12