Tag: paris

Já pensou em fazer um intercâmbio em Paris?

No mês de Julho fiz (mais um!) intercâmbio, dessa vez em um lugar que sempre fez parte dos meus sonhos, principalmente após trabalhar no mundo da moda: Paris. O francês é mesmo uma língua essencial para quem quer entrar de cabeça neste universo (e também tantos outros). Paris é mesmo a cidade eterna, imbatível em sua cultura, história, gastronomia e essência. Deem uma olhada neste vídeo que produzi para a IE Intercâmbio contando um pouco da minha história pela cidade – e o francês tá cada vez melhor, viu!

Grand Palais: where fashion meets magic

Visita ao Palácio das Belas Artes de Paris!

The first big fashion show I’ve ever seen in my life (yes it was on Youtube) was the Chanel Fall 2008/09 Carousel. I was mesmerized not only by clothes, the energy, the pace, the whole greatness of it (and the Hercules and Love Affair soundtrack makes the click even more worth it) but also by the setting: I learned that day that all the Chanel shows always happen ~at this place called~ Grand Palais, in Paris.

Grand Palais des Beaux-Arts was created in 1900 for the Paris Expo back then and is an impressive building/palace made of iron, steel and a glass barrel-vaulted roof. I couldn’t stop playing with little Gala [Paula Rita’s daughter] all over the place and only imagining the magic that must happen when Karl runs an extravaganza out there. The place is a cultural center of the city, with different expos running throughout the year. So much worth the visit.

O primeiro grande desfile que eu vi na minha vida (sim, foi no Youtube) foi o Chanel Outono/Inverno 2008/09 Carrossel. Eu fiquei impressionado, não só com as roupas, mas com a energia, e toda a grandiosidade da apresentação e claro, a trilha sonora com Hercules and the Love Affair ajuda. O lugar chamou a minha atenção também: neste dia eu descobri que todos os desfiles da Chanel acontecem ~neste lugar chamado~ Grand Palais, em Paris.

O Grand Palais des Beaux-Arts (Grande Palácio das Belas Artes em tradução livre) foi criado em 1900 para a Expo Paris daquela época, e é um prédio/palácio impressionante, construído de ferro, aço, e um teto de vidro. Eu não conseguia parar de brincar com a pequena Gala (filha da Paula Rita) em todos os lugares e imaginar a magia dos desfiles do Karl acontecendo por ali. O lugar durante o ano funciona como um centro cultural, com várias exposições diferentes. Vale muito a visita.

Lee Denim Jacket + AMP T-Shirt (Brazil) + H&M Khaki Chinos + Stance Socks + Nike Air Max

Cheap & Chic: Eleven Paris + Les Art(ists)

Boas, baratas e bacanas!

Wandering through the street of St.-Germain-de-Près, where I’m taking my French lessons, I happily ran ito the Eleven Paris store. I had already seen their t-shirts everywhere – I suppose they are co-responsible for this college number trend: I finally saw their product live and I was so happy: good quality and affordable price.

Number shirts are around 40-45 euros and they pay homage to a great cool mix of people, from Wiz Khalifa to Nelson Mandela – they have also launched partnerships with artists like A$ap Rocky. I bought the Jesus one: loved the fact that he was born on year 00.

If Paris is not in your plans, take a look at their e-commerce.

Passeando pelas ruas de St-Germain-de-Près, bairro onde estou tendo as minhas aulas por aqui, acabei cruzando com a loja Eleven Paris. Eu já tinha até escrito sobre as camisetas (ver link aqui) alguns meses atrás – acho que eles são co-responsáveis por essa bombação das camisetas tipo college com números atrás: finalmente vi o produto deles ao vivo e achei ótimo: qualidade boa e preço bacana..

As camisetas com números custam entre 40-45 euros e homenageam um mix cool de pessoas, de Wiz Khalifa a Nelson Mandela – eles também lançaram parcerias com artistas como A$ap Rocky. Eu comprei a t-shirt do Jesus: amei que ele nasceu no ano 00.

Se Paris não estiver nos seus planos, dá uma olhada no e-commerce! Boas compras!

The summer in Paris happens à la térrasse

O terraço NUBA faz homenagem à Cuba e bomba no verão

A summer in Paris has been in my dreams since forever. Now that I have finally earned a scolarship to study French at Eurocentres, I’m taking advantage of the sun rising at 6AM and not setting until 10PM – so many hours of light bring a lot of happiness to Parisians – and also set a different party mood. Well, Paris is not really a party capital but, during this time of the year, térrasses take over as the best option for a perfect soirée.

One of the highlights of this season is NUBA, on the top of the Cité de la Mode et Design, a beautiful rooftop with an astonishing view of the Seine, great music and specially beautiful people. During the weekends Nuba is hosting a Cuban party (powered by Havana Club). DIY Mojitos for 8 euros (12 at the bar), a hairdresser to help you out with Latino hairdos (for boys and girls), live musicians and dancers. Such a great vibe, make sure you visit them if you’re in Paris. Weekends, definitely.

Sempre sonhei em passar um verão em Paris. Agora que eu finalmente consegui uma bolsa para estudar francês na Eurocentres [viva a IE Intercâmbio], estou aproveitando o sol que nasce às 6 da manhã e não se põe antes das 10 da noite – tantas horas de luz trazem tanta felicidade para os parisienses, e também trazem uma vibe festiva para a cidade. Paris não é exatamente uma capital das festas, mas durante esta época do ano, as coberturas se transformam na opção perfeita para um soirée.

Um dos destaques dessa temporada é o NUBA, no último andar a Cité de la Mode et Design, um terraço lindo com uma vista incrível do Sena, música ótima e gente linda. Durante os fins de semana o Nuba tem uma festa cubana (patrocinada pelo Havana Club). Mojitos no esquema faça-você-mesmo (sim, é divertido!) por 8 euros (12 no bar), cabeleireiros para te ajudar a montar penteados latinos (homens e mulheres), música ao vivo e dançarinos. Uma energia incrível, se estiver em Paris, não perca.

Paula Rita is my Paris superstar

Um journée com a carioca que sabe tudo de Paris

I met Paula Rita five years ago (when I did the Sunga Boy project) and she had me for a interview in Paris, for the web-channel Gema TV. Back then, I was only starting in the fashion world and Paula had just moved to the ‘City of Lights’. During the past years she has been working with FFW, Vogue and Glamour, where she edits a blog named ‘Paris Me Chama’ [Paris calls me, in Portuguese], with great tips of the fashion route here. We have kept in touch and now that I’ll be spending this next month here in France I hope to see her often – she has a very smart eye for fashion, a cool spirit and is a Paris insider like no one.

Eu conheci a Paula Rita cinco anos atrás (quando fiz o projeto Sunga Boy) e ela me entrevistou aqui em Paris, para o GEMA TV, onde performava como a maravilhosa entrevistadora de maiô. Naquela época, eu estava ainda começando o meu namoro com o mundo da moda, e Paula tinha acabado de se mudar para Paris. Durante os últimos anos ela tem correspondido da ‘Cidade Luz’ para veículos como Vogue Brasil, FFW e Glamour, onde ela edita o blog ‘Paris me Chama’, com ótimas dicas do roteiro fashion parisiense. Nós mantivemos contato e agora que vou passar este mês aqui na França, quero encontrá-la sempre – ela tem um ótimo olhar sobre a moda, uma personalidade super cool e sabe tudo de Paris.

Paula is now a mother of two beautiful girls [Gala, 5 and Ruby, 9 months]. We started the day at Decathlon Paris, where she had to buy karate gloves for petite Gala, and went for a walk at Rue de Saint-Honoré, visiting stores and restaurants. We both love Colette, where Paula was instantly photographed by an Asian streetstyle blog. After some shopping and a drink, we picked up Ruby at the nursery and went to visit Merci, a big trendy store with an excellent selection at the Haut Marais.

Paula agora é mãe de duas meninas [Gala, 5 e Ruby, 9 meses]. Começamos o nosso dia na Decathlon Paris, onde ela foi comprar luvas de karatê para a Gala, e fomos passear na Rue de Saint-Honoré, visitando lojas e restaurantes. Nós dois adoramos a Colette, onde Paula foi fotografada assim que chegou por um blog de streetstyle asiático. Depois de umas compras e um drink, fomos pegar a Ruby na creche e visitar a Merci, super loja trendy com uma seleção excelente no Alto Marais.

Here in Paris, they are really the kings of high-low. From what you wear to what your store looks like. And wearing too many labels is not chic at all, and certainly not Parisian.

Merci is located at the Haut Marais, a region described by Paula as the new talk of the town. “Five years ago, they only had sleezy stores here, like kebab places and electrical supplies. Now art galleries keep popping. It’s a great location, close to Canal Saint-Martin, and not touristy at all.” She points out the destroyed-chic walls of Merci as a super trend in Paris’ stores right now.

A Merci está localizada no Alto Marais, uma região descrita por Paula como o novo ‘point’ da cidade. “Cinco anos atrás, eles só tinham lojas capengas aqui, tipo kebaberias, e lojas de material elétrico. Agora tá cheio de galerias de arte. É um lugar ótimo, perto do Canal Saint-Martin, e não é turistão.” Ela aponta as paredes do Merci, com carinha destruída/chique como uma grande tendência das lojas parisienses. “Aqui na cidade, eles são os reis do high-low. Do que você veste à decoração da sua loja. Usar um monte de coisa de marca é cafonérrimo, nada parisiense.”

I love stationery and specially this notebook, with this feel of a 1650 paperback journal. A piece of art. Eu amo papelaria e fiquei louco com esse caderno/livro antigo, carinha de 1650. Obra de arte.

Gala avec petite Ruby ♥

Os fashionistas asiáticos na Semana de Moda em Paris

Esse ano foi muito especial pra mim por vários motivos, e um dos principais deles foi que eu tive a chance de fazer a minha primeira matéria internacional pra televisão, no GNT Fashion. Enquanto a Lilian Pacce fazia a cobertura da Semana de Moda de Paris, eu também estava na cidade e gravamos uma matéria (a minha preferida até agora no canal) tentando conversar com os fotógrafos e blogueiros da Ásia que invadem a cidade para cobrir o Fashion Week para seus blogs, sites e revistas.

Ficou engraçado, porque eles detestam conversar, dar entrevista, etc. Foi super difícil, mas o resultado final ficou bem engraçado. É díficil fazer matéria com quem não quer conversar com você. Dá uma olhada e me fala o que você achou!