Tag: moda masculina

Moda Para Homens: conheça Gosha Rubchinskiy, o russo que está dando o que falar com sua moda jovem e pós-soviética

É mesclando diferentes expressões artísticas, como cinema, fotografia e, claro, moda, que o russo Gosha Rubchinskiy tem levado para o mundo o seu trabalho. Já há um tempinho um dos novos nomes mais falados da Europa, o estilista e fotógrafo impressionou os entendidos de moda com suas criações políticas e sua estética de referência pós-soviética, um streetwear que mescla elementos tanto da antiga União Soviética quanto da realidade posterior a 1991, influenciada pelo capitalismo e pela globalização. Ah, tudo isso sem formação acadêmica em moda, mas claramente com um olhar apuradíssimo.

Rubchinskiy faz uma moda extremamente inspirada nos jovens que nasceram depois de 1991, uma turma viajada, conectada, que não conheceu a Rússia comunista, apesar de viver a rebordosa desse período da história. Também por isso, sua moda possui claras citações ao seu país, que vão de bandeiras ao alfabeto, passando pela cor vermelha. O estilista curte de verdade se inspirar em pessoas e mantém um grupo próximo de amigos que trabalham, inclusive, como seus modelos. Pessoas reais, para uma moda real e das ruas.

Seu desfile mais recente, na Pitti Uomo, em Florença, foi mais um de vários bastante disputados. A passarela foi montada numa antiga fábrica de tabaco e, sobre a coleção, Gosha disse que “todo mundo está cansado do streetwear. Esse é o momento dos ternos”. Isso, vindo de um cara que tem no streetwear seu maior reconhecimento, já traduz um pouco dessa personalidade forte e contestadora que ele traz. Ao final, ele ainda apresentou um filme feito com a cineasta Renata Litvinova; um universo de prédio abandonado, sexo, morte, voyeurismo…

Nós adoramos a moda de Gosha! Repare como sua estética remete a uma coisa fresh e antiga silmuntâneamente, jovem e desgastada pelo tempo. E sorte a nossa que o cara segue fazendo moda, porque ele quase desiste. “Moda não é arte, é um business e eu não sou um businessman”, ele já declarou. Sem estrutura pra produzir as roupas, ele por pouco não larga tudo, mas Adrian Joffe, presidente da Comme des Garçons, resolveu ajudá-lo, cuidando dessa parte numa parceria que parece estar dando super certo.

Vale ficar de olhos abertos para tudo que Gosha Rubchinskiy produz, da moda à fotografia (que ele inclusive publica em zines e livros, como o mais recente “Youth Generation”), tradutoras dessa juventude pós URSS. Retratos de jovens, da história de um país e de como a moda pode ser profunda, também.

Moda Para Homens: os novos básicos do guarda-roupa masculino

Cada vez mais a moda para homens se incrementa e ganha novas possibilidades que vão muito além do básico. Aliás, até mesmo aquelas peças básicas andam ganhando releituras que as trazem de volta aos nossos looks; com a praticidade de sempre, mas muito mais “interessância”. Por isso mesmo nós listamos os 5 “novos” básicos da moda masculina. Dá um confere e atualiza o armário djá!

Calça rasgada

Uma que já fez muito a nossa cabeça, passou um tempo longe dos holofotes e agora volta com tudo. E pode ser rasgadona, mesmo ou só com aquele rasgo no joelho que já conhecemos de outros carnavais. Os cortes na peça injetam estilo no que é, adivinhem, um basicão. Pode ser o jeans velho de guerra, calças brancas, pretas… No frio, dá até pra usar com legging por dentro.

T-shirt longline

A essa altura do campeonato você já conhece essa camiseta. Nada mais, nada menos do que a t-shirt com um tchan, que é o fato de ter um corte oversized. Só jogar por cima da calça rasgada. Sério, se você ainda não tem uma longline no armário, acredite que vale o investimento!

Tênis branco

Seja meio encardido, como tem sido usado ultimamente, seja branco de doer “as vista”. O sneaker branco é um calçado que vai com tudo (do terno ao jeans), ou seja: prático e, portanto, um básico pra abraçar. “Tá, mas tem tantas opções legais, como escolher?”. Experimente eleger um Adidas NMD ou um Nike Air Presto, ambos incríveis.

Bermuda comprida

Depois do boom das bermudas curtinhas, chegou a hora de duplicar ou até mesmo triplicar o comprimento das mesmas e de deixá-las mais folgadonas, também. Sim, o oversized chegou com tudo às bermudas que, nesse corte, são perfeitas para montar produções sportswear. Talvez pareça meio estranho ao olhar de inpicio, mas é super confortável e estiloso pra dedéu. Tente!

Bandana

Pra fechar a nossa lista com um acessório: sim, ela voltou. A danada da bandana tá com tudo novamente. Para saber como usar, volta nesse post aqui!

Falando em essenciais, não deixe de ver também o vídeo da nossa série Roupa de Homem – O Essencial. Este é o vídeo mais acessado do nosso canal e te ensina em só três minutos a criar um guarda-roupa bem enxuto pra vida toda.

Moda Masculina: 100 anos de moda masculina em 3 minutos

See what 100 years of menswear look like

Vem circulando pela internet um vídeo produzido pela Mode Studios que retrata, em apenas 3 minutos, 100 anos de moda masculina, dividida por décadas. A viagem no tempo começa em 1915 e segue pulando de 10 em 10 anos até 2015; vamos acompanhando um rapaz que veste e interpreta um pouquinho de cada período, com a ajuda de uma equipe pronta para montar e desmontar as produções.

Se você não assistiu ao vídeo ainda, veja AGORA! É uma ótima aulinha de história da moda e pode levantar boas questões fashion, afinal, “evoluímos ou retrocedemos?”. Além disso, é bem legal reparar em como as referências de cada época acabam por se misturar, se alimentar e voltar à tendência em boas releituras. O look de 1925, por exemplo, é a perfeita tradução do que os homens estão vestindo na Itália nos dias de hoje e o look de 1955 é do tipo “para sempre descolado” (será que o combo jeans + camiseta branca + jaqueta de couro + All Star vai deixar de funcionar algum dia?).

Aperta o play aí!

ENGLISH

A vídeo produced by Mode Studios is circulating on the internet and portrays in Just 3 minutes 100 years of men’s fashion, divided by decades. The time travel begins in 1915 and continues from 10 to 10 years until 2015; we accompany a dude who wears and plays a little bit with each outfit, with the help of a team ready to put together the right clothes and accessories for him.

Watch this video right now! It’s a great small class of fashion history and it can raise some good questions, such as “have we evolved or regressed?”. Plus, it’s pretty cool to notice how the references of each season end up mixing and somehow returning to the trend in new readings. The 1925 outfit, for example, is the perfect translation of what men are wearing in Italy these days and the outfit of 1955 is a “forever cool” production (will the combo jeans + white tee + leather jacket + Chuck Taylor’s ever stop working?).

Press play!

Lucky Blue Smith: o modelo de 16 anos é a aposta de 2015

The male model of the moment

Um garoto que fez seu primeiro trabalho como modelo aos 12 anos (já agenciado pela Next Models) com ninguém mais, ninguém menos do que Hedi Slimane e que, aos 16, já é uma das maiores apostas das passarelas. Essa é a modesta história de Lucky Blue Smith, esse jovem rapaz nascido em Utah, nos Estados Unidos, que ganhou a moda e o mundo sendo exageradamente bonito e muito talentoso, claro.

O ano de 2015 tem mesmo sido especialmente bom para Blue. Seu par de olhos azuis atravessou as principais passarelas das últimas semanas de moda, e ele ainda estrelou importantes campanhas da indústria, como Tom Ford, Levi’s, H&M e Calvin Klein. O cara conquistou respeito e seu espaço no mercado, mas não só! Com mais de 1 milhão de seguidores no Instagram, ele já foi comparado aos cantores do One Direction, de tão popular que se tornou especialmente entre moçoilas adolescentes.

E isso não é tudo! O modelo já foi entrevistado no bombado The Ellen Show, da apresentadora americana Ellen DeGeneres, e anda cheio de planos. Blue já começa a investir numa carreira como ator e com suas irmãs mais velhas (tão gatas quanto) ele tem a banda The Atomics, onde toca bateria. Pra ficar de olho!

ENGLISH

A boy who had his first job as a model at 12 years old (already signed by Next Models) with none other than Hedi Slimane and who, at the age of 16, is already one of the biggest catwalk male bets in recent years. That is the modest story of Lucky Blue Smith, this young man born in Utah in the United States who won fashion industry and the world being overly beautiful and very talented, of course.

The year of 2015 has been especially good for Blue. His amazing pair of blue eyes crossed major catwalks of the latest fashion weeks and he even starred important campaigns of the industry, such as Tom Ford, Levi’s, H&M and Calvin Klein. This dude won respect and his share of space in the fashion business, but not only! With more than 1 million followers on Instagram, he is like a One Direction dude, but in fashion, particularly popular among teen ladies.

And that is not all! He has been interviewed for The Ellen Show and guarantees his plans for the future are various. Besides modeling, Blue is starting to invest in a career as an actor and plays the drums in a band with his also beautiful sisters, which is called The Atomics. Let’s keep an eye on him!

Moda Masculina: tira esse All Star do armário, vai!

Give your All Star some love

Quando, em 1908, o empresário Marquis Mill abriu a “Converse Rubber Shoe Company” em Malden, Massachussetts, ele provavelmente não imaginava que sua criação atravessaria o século – e o mundo – sem sair de moda. O jogador de basquete Chuch Taylor adotou o modelo de cano alto da marca em 1921, o empurrãozinho que faltava para transformá-la em must. Desde então, o All Star já passou pelos pés da Princesa Diana, de Kurt Cobain, George Harrison e, claro, o grande James Dean. Também já surgiu nas telonas, em filmes como Maria Antonieta e Eu, Robô.

Nos anos 60 esses mesmos tênis viraram símbolo da contracultura e calçado típico dos jovens que protestavam contra a guerra do Vietnã. Nos anos 90, foram adotados pelo grunge. Nesse meio tempo, chegaram ao Brasil: nos anos 80. Até hoje, seguem firmes e fortes nos pés de todo tipo de gente – dos fashionistas aos mais básicos rapazes. Quem não tem um par meio velho de All Star no armário? Pois pode comemorar! Esses tênis estão em alta no mundo fashion e opções de cores e acabamentos já não são problemas. Dá uma olhada nesse mural de inspirações antes de montar o próximo look!

ENGLISH

When Marquis Mill opened the “Converse Rubber Shoe Company” back in 1908, in Malden, Massachusetts, he probably had no idea that his creation would cross the century (and the world) in fashion spotlights. In 1921, the basketball player Chuck Taylor adopted one of the sneakers to perform, which was the necessary push left to turn the shoes into a must. Since then, Converse sneakers were used by Princess Diana, Kurt Cobain, George Harrison and, of course, the amazing James Dean, among so many others. Converses also appeared on the big screen in movies like Marie Antoinette and I, Robot.

In the 60’s these same shoes became a symbol of counterculture and typical footwear of young people protesting against the Vietnam War. In the 90’s, they were adopted by grunge. In the meantime, during the 80’s, they arrived in Brazil. Until these very days those sneakers are seen on the feet of all sorts of people, from fashionistas to the most basic boys. Everyone has a pair, and you may celebrate, because they are so hot right now (and color options and finishes are far from being problems). Take a look at this wall of inspiration before putting the next outfit together!

Fotos: pinterest.com

7 tendências das semanas de moda masculina. Será que elas pegam no Brasil?

Quem tá me acompanhando pelo Instagr.am (segue @caiobraz, plmddls) e pelo Snapchat (@brazcaio no caso, diário ao vivo) percebeu já que eu estou na Europa acompanhando as semanas de moda masculina pela primeira vez. Depois de desfiles e mais desfiles em Firenze, Milão e Paris, resolvi fazer um resumão das tendências que vi por aqui para vocês.

Sim o homem italiano é bem, bem, bem diferente do brasileiro quando o assunto é moda e estilo. Inclusive vou publicar muito em breve um vlog sobre esse assunto. Sabemos que esses desfiles que acontecem na Itália e na França ditam muitas regras no mundo fashion, mas a grande pergunta é: será que o mercado e homem brasileiro estão prontos para essas tendências da primavera-verão 2016?

Sandálias

Talvez a mais forte de todas as tendências, a mais presente em número nos desfiles, e mais fácil de ser adaptada no Brasil. Quem nunca usou uma boa sandália de couro no Brasil (também conhecida como alpercata no Nordeste)? Pense em sandálias mais elaboradas como até slip-on, tipo pantufas. Tanto no streetstyle como nas passarelas, é o #1.

Calças mais amplas – até com a barra arrastando no chão

É, parece mesmo que a skinny está com os dias contados. É a hora das calças mais largas e nada de dobrar elas até o tornozelo. ‘A nova moda’ será de calças como nos anos 70, bem fluidas, com a cintura mais alta, mais largas e até com a barra arrastando no chão. Dá uma olhada nessas do Philip Lim. Boa para os mais altos, péssima para os baixinhos como eu, que ficarão até mais achatados.

Barriga de fora

Sério, barriga de fora para homens é muito difícil. Essa tendência claramente pegou uma carona no movimento forte de genderbender na moda, que já acontece há algumas temporadas. Rolou em vários desfiles, mas nada tão exagerado quanto no Hood by Air. Exageros à parte, ainda é muito difícil encontrar homens reais que topam essa silhueta, que além de exigir um corpo muito definido, exige uma atitude e uma segurança que no fundo poucos caras tem.

Colarinhos grandes

Super comuns nos anos 70, os colarinhos pontudos e maiores voltaram às passarelas, ao contrário dos minimalistas e clean que temos visto nos últimos semestres. Super possível no Brasil, até inconscientemente. Ninguém vai segurar essa febre 70 e o motivo é simples: a indústria não pode parar de vender. Se ela passou os últimos cinco anos vendendo colarinhos minúsculos, ela vai tentar te convencer que agora os legais são os pontudos. E por aí vai…

Bermudas abaixo do joelho

Calma gente, não é uma calça capri, sem confusões por favor. São bermudas mais compridas e bem mais largas. Lembra aquela época em que o short começou a encurtar e subir, subir, subir acima do joelho? Agora é o contrário, cresceu pros lados e pra baixo. Tá longe de ser short. São uns bermudões maiores Interessante, cria um look meio cool, mas também acho super esquitisto para baixinhos. O que acham desses do Dries Van Noten?

Lenços

O homem no verão europeu parece que curte um lenço ou até mesmo uma bandana amarrada no pescoço pra dar aquele ‘tchan’ final no look. Tem tudo a ver com o Brasil, com esse clima de beira de praia, fim de tarde, vinho branco, som de rico, hehe. Eu pessoalmente curto bastante esse look, é meio chic, mas por que não? Curtem esses da Hermés?