Tag: acid wash

Agora é tudo anos 90

Os anos 90 são a minha atual obsessão fashion, como vocês devem ter visto nos looks que eu usei nas semanas de moda, e até no dia a dia. Tudo me faz lembrar dos anos 90. A explosão de cores, os shapes mais esquisitos, a overdose de informações. Tanta coisa aconteceu naquela época: do Plano Real à evolução tecnológica, o PC, o Windows 95, o início da internet e o mIRC, ICQ. Tem um montão de assunto que vai render muito post aqui no blog. E eu, filho dos anos 90 que sou (nasci em 1987, mas só me entendi por gente a partir dos 90), não tinha como amar mais esse trend, que traz tantas memórias.

Escolhi alguns ícones dos anos 90 pra gente começar a atualizar o guarda-roupa. Não é fácil encontrá-los, sobretudo nas lojas comuns de shopping center ou de rua, principalmente no Brasil. A dica é se enfiar pelos brechós mesmo e tentar contar com a sorte.

NA FOTO: Beverly Hills 90210

Vamos começar pelo jeans, super ícone 90, e a calça Levi’s 501, que marcou a indústria A Levi’s 501 hoje em dia não tem mais o mesmo shape, porque eles atualizam. O legal é encontrar alguma calça vintage mesmo, que tem a cintura nas alturas, e o corte reto. Deixe a skinny de lado por um tempo.

E o principal, as cores – nada dos azuis mais escuros, ou das calças rasgadas. A boa é ir de azul clarinho ou indigo blue, o azul clássico, que a gente vê nessa foto acima. Sem muitos detalhes, sem essa cara de calça feita na Itália (Diesel, Cavalli, etc.). Acid wash também é uma ótima opção. E nada mais anos 90 do que jaqueta e calça do mesmo tom, quando o inverno chegar.

Calça vintage Lee Acid Wash, e pra completar o look, um Nike Air Force One branco, ou qualquer outra basqueteira (como a gente chamava no Recife)

Quem nunca foi ‘obrigado’ pela mãe a usar um macacão da Pakalolo pra ir em uma festinha infantil? O macacão masculino se transformou em uma peça ‘proibida’ durante muitos anos, mas já pode começar a correr atrás do seu. Tem que ser de jeans azul, nada de sarja khaki. Com uma camisa branca básica e uma bota, já tá tudo pronto. Encontrei no site da Dickies por US$ 40, corre lá!

 

 Os bonés aba reta, acessório anteriormente exclusivo da galera do hip-hop, estão cada vez mais populares – e o mais legal é encontrar os bonés dos times de basquete americanos que marcaram os anos 90, como Chicago Bulls, Phoenix Suns, Charlotte Hornets, Los Angeles Lakers, e por aí vai. As marcas mais legais são New Era, Starter e Hurley. E um detalhe: pra ser 90 de verdade, tem que ser snapback, ou seja, com o fecho de plástico ajustável.

Um dos hits mais icônicos dos anos 90 para os homens são as jaquetas super coloridas, imortalizadas pelo Will Smith em The Fresh Prince from Bel-Air. AMO/SOU. Quanto mais cores e ilustrações na estampa, melhor. Geralmente elas são feitas de tactel e tem o shape largo, típico da época, bem antes de tudo virar slim fit. Uma boa opção também são as jaquetas feitas de tyvek, um tecido tecnológico bem resistente. Corre pro brechó agora!

Tá com preguiça de pensar em um look? Camiseta branca com a manga dobrada, calça jeans Levi’s 501 e Dr. Martens preta. Nos anos 90, essa combinação era praticamente um uniforme para os rapazes. Hoje em dia as Dr. Martens existem em todas as cores e estampas que você imaginar, mas bom mesmo é ter uma preta, básica, que combina com tudo. As Dr. Martens foram feitas pra durar muito, e aguentam o tranco. Eu tenho um amigo que tem uma vinho desde 1986. E quanto mais velhinha ela fica, mais bonita.

Falar que o Mickey orkutizou é um pouco forte – mas como ícone fashion, cansou um pouco, porque todo mundo já usou. E com o retorno dos anos 90, a onda dos cartoons é relembrar a galera da Looney Tunes (Pernalonga, Piu-Piu, Taz-Mania), o Scooby-Doo, e os Simpsons. O Jeremy Scott desfilou neste ano sua coleção em New York e fez uma homenagem ao Bart Simpson (ver montagem), dando mais força ainda ao trend.

Houve uma época em que todo mundo enterrou os camuflados e os substituiu pelo xadrez, nas mais variadas formas. Com essa onda sertaneja toda, melhor guardar o xadrez e dar uma chance ao camuflado, que pode ser com uma cara mais vintage, de preferência oversized, ou bem 2012, como nos tênis da B.ape (o coloridão acima), ou o Adidas para Jeremy Scott, um dos meus atuais sonhos de consumo.

Colaborou: Mateus Habib