“It’s not Hong Kong”

Eu nem consigo acreditar direito ainda que eu estou na Ásia. Minha viagem dos sonhos começou com essa passagem por Londres, e agora acabei de ficar uns dias em Hong Kong. Vou ficar um mês perambulando pela China e Japão, digerindo a cultura daqui e procurando entender os motivos de uma coisa que já tá bem clara pra mim: o futuro é aqui, e eu quero fazer parte dele.

Tá, mas por que eu vim parar aqui na China? Eu tenho dois melhores amigos no Rio, Victor e Raphael, que são como irmãos pra mim. A gente se ama muito, e é muito próximo. Um deles, o Victor, trabalha na Coca-Cola e foi transferido durante um tempo para Shanghai. Victor é foda, morro de orgulho dele. Ele foi para Shanghai em 2009 e começou a convencer todos nós de que a vida estava acontecendo em um ritmo diferente nessas bandas daqui. Que Paris era a nova Buenos Aires. Que Shanghai era a nova New York.

Empire of the Sun gravou o clipe de Walking on a Dream e nós ficamos loucos, porque essa foi a nossa trilha sonora durante um ano inteiro. Era uma questão de tempo que nós três viéssemos para cá. Somou tudo: ele com um apartamento aqui, eu de férias do programa até Janeiro, e o Rapha também de férias. Então vamos passar o Natal e Ano Novo como uma família no Oriente. Demais né?

Eu sou apaixonado por aviação e um dos meus sonhos é ser piloto, desde bem pequeno. Todos os anos eu invento que vou entrar no curso de pilotagem, mas sempre amarelo. Quem sabe em 2012. O voo Londres-Paris-Hong Kong foi pela Cathay Pacific, em um Jumbo 747. É maravilhoso, o avião é tão grande que praticamente não tem turbulência. São doze horas de viagem, com direito a sobrevoo pelo Himalaia – dormi durante 10 horas, porque estava virado da noitada de Londres.

Essa é a vista do hotel que ficamos em Hong Kong, o Excelsior. A cidade é um canteiro de obras, cheia de gente do mundo inteiro. Um formigueiro multicultural, East meets West. Fiquei surpreendido com uns dias lindos de sol, dignos de Rio de Janeiro. Aliás, o cenário lembra um pouco o do Rio, por causa da relação mar-montanha.

Outdoors e placas espalhadas por todas as partes, bem como a gente imagina. A cultura inglesa e a chinesa se apertam o chão e os ares. Prédios favelinha vs. skyscrapers. Sensacional.

Entardecer à beira do mar, Riviera Francesa meets Tradição Asiática

Eu tava passando pela rua e as meninas começaram a rir sem parar. Eu não entendi, dei a volta e fui falar com elas, que ficaram morrendo de vergonha. Aí elas falaram “You’re handsome.”. HAHAHAHAHA. Fofas né, mas zero manha de paquera. Aí a gente tirou uma foto. Essa jaqueta é o meu novo xodó, bem Versace. Comprei no brechó em Londres, pela bagatela de 45 reais.

Ok eu precisava muito tirar uma foto em frente à essa loja. TARSILA MARINHO feelings.

E claro que eu invadi a foto dos xing-lings. Em cada quarteirão tem um grupo de 30 pessoas tirando fotos, eu não queria ficar de fora. Dá pra ver um pouco mais da jaqueta, e do Creepers, que ganhei de presente do Gabe em Londres. Depois eu mostro esse sapato pra vocês com mais calma, todo mundo está usando há bastante tempo na Inglaterra, mas ninguém começou a fabricar no Brasil. Como siempre.

Na cobertura do hotel, no 39. andar, tomando uma cervejinha. Que vista hein. Depois fomos pra balada com o French Horn Rebellion, que está em turnê na Ásia.

Essa é Irene, que trabalha com o Victor na Coca-Cola. Eu acho maravilhoso que aqui na Ásia eles tem o nome oriental, tipo Yu Hei Chan, e quando vão ficando mais velhos, escolhem um nome ocidental para a vida. Tem um monte de Renée, Sarah, e principalmente (pasmem) Monica, Rachel e Phoebe! HAHAHAHA!

Vista do mirante em Hong Kong, city lights no máximo, deixa New York no chinelo.

Tem um passeio em Hong Kong que todos os turistas precisam fazer, que é subir o teleférico até o Buda. É uma experiência bem Rio de Janeiro, só que o bondinho é bem maior, o trajeto dura quase meia hora, e vai muito alto. A vista é linda, e o mais impressionante é chegar aqui:

Um buda gigantesco, abençoando Hong Kong inteira, assim como faz o Cristo Redentor. Lindo e emocionante.

E esse é o Victor e vocês se tratem de se controlar porque pra pegar ele tem que pedir autorização ao titio aqui.

Comments