Vai viajar? Descubra o AirBnB!

English version available, just click!

Viajante, atenção! Na sua próxima viagem, por favor experimente o AirBnB – é um site ‘de classificados’ de moradias pelo mundo inteiro, ou seja, vai te permitir ter uma casinha, ou um quarto em qualquer lugar desse planeta. Sabe aquela história de que é muito mais legal ficar na casa de alguém gente boa quando você tá viajando do que em um hotel com cheiro de mofo e gente esquisita?

Pronto, chegou a solução: você pode escolher entre dividir um quarto com alguém, alugar um quarto só para você, ou alugar um apartamento só para você.  Cada morador ou cada apartamento tem suas regras, a graça do AirBNB é que ele ainda não orkutizou, então a maioria das pessoas que fazem parte da rede estão genuinamente interessadas em trocar experiências culturais, em serem bons anfitriões e hóspedes.  A impressão que dá é de ser ocupado por uma galera jovem (early adopters) que faz isso para ganhar um trocado (claro) e se divertir.

Neste último giro pelos EUA e Vancouver eu testei o AirBNB em duas situações: em Toronto, onde fiquei na casa de um canadense, e em San Francisco, onde aluguei um apartamento! Como funcionou:

Eu não conhecia nada em Toronto então acabei escolhendo a casa do Ricky Kruger, porque ele tinha boas reviews. (se tiver boas recomendações, siga em frente!). Viajando sozinho, eu queria poder ficar com alguém que me desse umas dicas boas da cidade, e ter um pouco de companhia. Ele mora em um cottage lindo em uma área residencial da cidade, com o terraço mais agradável dessa vida, todo aquele cenário de verão Canadá (pense em esquilos, árvores, almofadas)

Ele não estava em casa para me receber e me enviou uma mensagem por e-mail (I will leave the back door open). COMO ASSIM? Deixar a porta aberta para um estranho? Pois é galera, Canadá é Canadá. Primeiro mundo.

Chego na casa dele, a porta estava aberta com um bilhete para eu cozinhar o que quiser e ‘make myself at home‘. Ele chega todo animado, me leva para um parque com a melhor vista de Toronto, no dia seguinte dá uma volta comigo pelo bairro, me explica tudo direitinho, e pronto: eu saio para trabalhar, e ele para fazer as coisas dele. Fiquei só dois dias, no último dia, a gente não conseguiu se despedir, ele não dormiu em casa. Eu fiquei só, fui embora, e deixei a chave sobre a mesa. 100% confiança.

Em San Fran eu encontrei o Daniel Molina, um amigo que mora lá nos EUA, a gente resolveu alugar um apartamento. Encontrei o cottage do David pelo AirBnB pela bagatela de US$ 122 por dia – um quarto-sala todo equipado e aconchegante, reformadinho, perfeito. Queria morar lá para sempre.

A localização era excelente, a duas quadras da principal rua do bairro Castro, perto das linhas de ônibus, restaurantes, baladas, e etc. Fiz a reserva online, combinamos um horário de chegada, e ele me entregou as chaves, de maneira bem simples. Na saída, era só deixar as chaves na mailbox, e resolvido. No AirBnB você paga tudo antecipado, então não tem stress, e faz tudo na base da confiança.

E mais uma vez, dei sorte, com um jardim incrível na porta de casa!

PARTE CHATA: Antes de eu alugar a casa do David em San Francisco, eu tinha entrado em contato com uma garota que alugava um outro apartamento muito bonitinho. Ficamos conversando por dias, nos apresentando, e na véspera da viagem ela me envia uma mensagem falando que no meu perfil pessoal tinha escrito que ‘eu gostava de festas‘ e que ela não queria mais alugar a casa para mim.

Ela obviamente ficou com medo de que eu quebrasse a casa inteira, eu fiquei muito p. da vida e mandei uma mensagem esculachando a mulher. Ela nunca tinha alugado a casa, entendo até a preocupação, mas assumir que eu sou um vândalo em potencial é demais, né? No seu perfil ela diz que adora fazer jantares com amigos. Na minha terra isso se chama festa também.

Não tive nenhum prejuízo financeiro, só perdi um bom tempo. Moral da história: nem todo mundo é maravilhoso como o Ricky, ou o David. Deve ter umas roubadas por aí, umas pessoas chatas, metódicas, esquisitas. A dica para evitar essas coisas é procurar alguém jovem, que geralmente tem menos frescura, e que já tenha algumas recomendações no perfil!

Comments