Category: Música

Ausländer Musik Festival: aquecimento!

Rio de Janeiro hosts music festival on Saturday

Prepara o look de festival que tem mais um chegando aí! É o Ausländer Musik Festival, que vai bombar no próximo sábado, dia 29. Em sua segunda edição, “Rock on The Mountain”, o festival mantém a pegada menos mainstream mas pra lá de dançante do seu line-up e promete novidades. “Ano passado fizemos no Castelo, que é lindo, porém pequeno pra conseguir essa atmosfera que nós gostaríamos. Esse ano, faremos no Parque Municipal de Itaipava, um lugar com uma área verde imensa”, diz o head da Ausländer Ricardo Brautigäm, A.K.A. Cadinho.

Serão 13 horas de música e 20 atrações divididas entre o Main Stage, a pista NOON e o Pocket Stage desde cedo. Aliás, uma das graças de ir a festivais está mesmo em curtir o dia, e é por isso que os portões serão abertos às 13h e vai rolar open bar até as 16h. “A expectativa é conseguir trazer a vibe dos festivais gringos como Coachella e Way Out West para o Brasil. Um festival sem multidão e com muita interatividade, como bungee jump, balão tripulável, cinema do Canal OFF, Food Truck Village…”, fala Cadinho. Ainda tem ingresso, então cooorre pra comprar!

PROGRAMAÇÃO

MAIN STAGE: 14h-15h KinKid / 15h30-16h20 Jesuton / 16h50-17h30 Rio Shock / 18h-18h50 Kakkmaddafakka / 19h20-20h10 Mapei / 20h40-22h Icona Pop / 22h30-01h Zeh Pretim Crew

POCKET STAGE: 15h-15h30 Rodrigo Esper(Manie Gang) / 16h20-16h50 ZedoRoque / 17h30-18h Felipe Guga / 18h50-19h20 Cix e Yasmin / 20h10-20h40 Wladimir Gasper / 22h-22h30 (a confirmar)

PISTA NOON: 18h-20h Bernardo Campos / 20h-22h Flow & Zeo / 22h-23h30 Leondre / 23h30-00h30 Diogo Accioli (a confirmar) / 00h-02h Phonique

Conta Mais?

KinKid Projeto do carioca José Hesse com referências de trip-hop, som ambient e inspiração em Thom Yorke, Vincent Gallo e Boards of Canada, por exemplo. O resultado é um eletrônico experimental imperdível.

Jesuton A moça é inglesa e foi descoberta cantando pelas ruas do Rio de Janeiro. Hoje ela é figurinha carimbada da cidade e tem contrato assinado com a Som Livre. Ouça “Part Time Lover” pra conhecer seu vozeirão de diva.

Rio Shock Duas palavras: “Moleque Transante”. Tá, mais uma: “Sensualizar”. Já queremos suar na pista com esse som divertidíssimo!

Kakkmaddafakka Indie rock norueguês gostosinho, com aquele clima perfeito de festival e influências de hip-hop, reggae, disco, R&B e house. Ouça “Restless” enquanto se arruma pra sair.

Mapei Certamente você já ouviu “Don’t Wait” pelas rádios da vida. Mapei é americana, foi criada na Suécia e descoberta por Diplo. Seu som é mistura fina entre R&B e funk carioca.

Icona Pop Caroline Hjelt e Aino Jawo lançaram o Icona Pop em 2009, após prometerem fazer músicas juntas quando estavam bêbadas numa balada na Suécia. Quem nunca cantou “I Love It” a plenos pulmões na night não sabe o que tá perdendo!

Zeh Pretim Crew Fechando a noite, o crew de DJ’s reis do cenário carioca: Zeh Pretim, Zedoroque e Rapha Lima, com sucessos variadíssimos do pop ao indie, do hip-hop ao charme, do soul ao trap, dos 80’s aos 90’s.

Ano passado foi assim!

ENGLISH

Prepare your festival outfit because there is another one coming! The Ausländer Musik Festival will take place on Saturday 29th. In its second edition, “Rock on The Mountain”, the festival keeps the “not so mainstream but definitely danceable” line-up and promises some new features. “Last year we did it in the Itaipava Castle, which is beautiful but small to achieve the atmosphere we would like. This year the festival takes place in the Municipal Park of Itaipava, a place with a huge green area,” says the head of Ausländer Ricardo Brautigam, AKA Cadinho.

13 hours of music and 20 attractions await you in the Main, NOON and Pocket stages all day long. In fact, one of the coolest things about going to festivals is to enjoy the daylight, and that’s why the gates will open at 1pm, with an open bar until 4pm. “The expectation is to bring the vibe of festivals like Coachella and Way Out West to Brazil. A festival without crowd and with lots of interactivity, such as bungee jumping, manned balloon, movies, Food Truck Village…” says Cadinho. Tickets are still for sale, so run run run and buy yours!

Tell Me More!

KinKid José Hesse is from Rio and the one behind this project, that has trip-hop and ambient references and inspirations such as Thom Yorke, Vincent Gallo and Boards of Canada. The result is a must-see experimental electronic sound.

Jesuton The lady from England was discovered singing in the streets of Rio de Janeiro and signed with Som Livre record label. Listen to “Part Time Lover” and get to know her diva voice!

Rio Shock With hits like “Moleque Transante” and “Sensualizar”, this Brazilian sound will make you sweat!

Kakkmaddafakka The Norwegian indie rock is delicious and a serious festival material, with hip-hop, reggae, disco, R&B and house influences. Listen to “Restless” while getting ready to go!

Mapei You’ve probably heard “Don’t Wait” out there. Mapei is an american chick raised in Sweden and discovered by Diplo. Her sound is a fine fusion between R&B and Brazilian funk.

Icona Pop Caroline Hjelt and Aino Jawo started Icona Pop in 2009, after drunk promising each other they would make music together in a party in Sweden. If you ever sang “I Love It” super loudly in a party, you know what I’m talking about.

Zeh Pretim Crew Closing the night, the famous Rio de Janeiro DJ’s Zeh Pretim, Zedoroque and Rapha Lima will present hits from pop to indie, from hip-hop to brazilian music, from soul to trap, from the 80’s to the 90’s.

Fotos: I Hate Flash / Ausländer / Divulgação

5 motivos para amar a Banda do Mar

A new Brazilian sound to love

Nascida em Lisboa da união entre Marcelo Camelo, Mallu Magalhães e o português Fred Ferreira, a Banda do Mar alcançou rapidinho os corações brasileiros. Mallu e Marcelo revezam guitarra, violão e voz, enquanto Fred comanda a bateria. O resultado é uma sonoridade solar, feliz, às vezes romântica e de pegada surfer pra ninguém botar defeito! Aumente o som e confira os 5 motivos para amar a Banda do Mar:

Mallu Magalhães e Marcelo Camelo

Mallu e Marcelo são sensação da música brasileira. Ele saiu do rock dos Los Hermanos e manteve a legião de fãs na carreira solo, com menos guitarra e muito violão. Ela virou “musinha” da web ainda bem nova e hoje é uma mulher feita, com ares de menina e músicas chiclete como “Velha & Louca”. Se separados os dois já massageiam os nossos ouvidos, imagina juntos? De quebra, são o casal mais fofo de que se tem notícia na nova MPB.

O clipe de “Mais Ninguém”

Single da banda, “Mais Ninguém” chegou chegando com clipe pra lá de divertido. O trio reveza as dancinhas engraçadas com Fezinho Patatyy, do Passinho, numa levada tão gostosa que é inevitável a vontade de dançar junto, como se ninguém estivesse olhando.

O verão está chegando

E a Banda do Mar é a trilha sonora perfeita para aquele almocinho com amigos, para ver o pôr do sol ou para deixar a vida passar daquele jeitinho preguiçoso, sentindo o cheiro da maresia…

O show

O trio demorou um ano entre o início dos trabalhos e o lançamento do primeiro álbum. Foi tudo feito com calma e carinho, e agora isso se traduz numa sintonia boa de se ver no palco. Mallu e Camelo trouxeram aqueles célebres fãs que cantam alto e junto das carreiras solo (e dos órfãos dos Los Hermanos). Aliás, tem música dos Hermanos no repertório. Sem falar do despretensioso prazer de curtir as músicas da Banda do Mar ao vivo: pra fechar a noite com sorriso de orelha a orelha.

Apreciar a música brasileira

Porque o país está produzindo muita coisa nova e ótima no âmbito musical. Nada de complexo de vira-lata!

ENGLISH

Born in Lisbon from the union between the Brazilian musicians Marcelo Camelo, Mallu Magalhães and the Portuguese Fred Ferreira, Banda do Mar quickly became a beloved band. While Mallu and Marcelo take turns on voice and guitar, Fred plays the drums and the result is a happy sunny sound, sometimes romantic, with a touch of surf music. Turn up the volume and check out the 5 reasons to love Banda do Mar:

Mallu Magalhães and Marcelo Camelo

Mallu and Marcelo are already recognized for their work apart. He used to play in the Brazilian rock band Los Hermanos and kept the legion of fans after going solo, with an acoustic sound. She became famous on Youtube as a teenager and is now a sweet grown woman with sticky songs like “Velha & Louca”. Yes, they’re amazing together as well! Oh, and they’re also the cutest Brazilian music couple nowadays!

“Mais Ninguém” music video

Their first single “Mais Ninguém” has the happiest video ever! The funny little moves from Mallu, Marcelo, Fred and Fezinho Patatyy (from Passinho) make you instantly want to dance like nobody’s watching.

Summer is coming

And that is just the perfect soundtrack for that late lunch with friends, to watch the sunset or to enjoy that typical laziness while watching the sea…

The concert

It took the trio a whole year to release the first album and everything was done slowly, with lots of love, which translates into a great chemistry on stage. They have excited fans who love to sing along and they play some Los Hermanos songs. The Banda do Mar concert is a perfect way of ending the night with a smile from ear to ear.

Enjoy Brazilian music

Because the country is producing a lot of great new sounds and we must recognize it!

Fotos de divulgação e Cavalcanti/UOL

5 motivos para ver o filme do Tim Maia

Quem é o Tim Maia? Quem é o ator Babu Santana? A caracterização é impressionante!

O Mestre Tim, o rei do soul brasileiro, agora ganhou sua devida homenagem no audiovisual. Depois do eletrizante livro ‘Vale Tudo’, de Nelson Motta, que retratou a vida de Tim como um texto delicioso em uma vida digna de uma montanha-russa de superação, drogas e superação – li em dois dias as quinhentas páginas – estreou o filme de Mauro Lima (Meu Nome não é Johnny) nos cinemas.

olha eu e o tim maia nesse vídeo! eu, a criança de conjunto azul, em 1991, a partir do minuto 4:00

Detalhe: quem tem 18 anos hoje em dia nasceu em 1996. Gente, como o tempo passa rápido. Se você tem 18 anos, é o possível que não conheça tão bem a obra do Tim, que morreu quando você tinha dois anos. Procure saber, pergunte aos seus pais. Já joga no Youtube “Tim maia – Que Beleza”. Diversão garantida.

Babu Santana O ator ainda desconhecido do grande público é tão bom, verossímil, i-g-u-a-l ao Tim Maia. É um negócio visceral, mesmo. Virei fã #1! Luiz Lobianco O personagem Carlos Imperial é o verdadeiro canastrão, ícone dos anos 60/70 vivido por Luiz Lobianco, que brilha no papel sempre com um toque de ironia na medida certa. Aliás, Lobianco rocks. Fotografia A luz âmbar, a direção de arte, todos os objetos, os carros, os cenários internacionais. As cenas de Londres são um deleite. Mallu Magalhães Uma performance emocionante como Nara Leão – literalmente, coisa de cinema Trilha sonora Tim Maia do início ao fim. O cinema todo canta as músicas junto. Muito foda.

ENGLISH

Tim Maia, the king of Brazilian soul, has now finally earned his honor in the movies. After the electrifying book ‘Vale Tudo’, written by Nelson Motta, who portrayed the life of Tim in delightful rollercoaster-exciting-drug-filled story – I read it all in – the movie, directed by Mauro Lima (My Name Is not Johnny), finally premiered in theaters.

PS: whoever is 18 today was born in 1996, so if you’re 18 (or younger), it’s possible that you don’t know so well the work of Tim, who died when you were only two years old. Look it up, ask your parents. Start out listening to “Que Beleza” on Youtube. It’s amazing.

Movie highlights: Babu Santana The actor, who’s still unknown to the general public is so good, believable, looking so much like Tim Maia. I’m a #1 fan.

Luiz Lobianco Carlos Imperial’s character is the real ham, icon of 60s, 70s, lived by Luiz Lobianco, who shines in the role, with the greatest amount of irony. BTW, Lobianco rocks.

Cinematography The amber light, the art direction, all the objects, cars, international sceneries. The London scenes are a treat.

Mallu Magalhães A gripping performance as Nara Leão – she’s so cute and talented.

The soundtack! Tim Maia from start to finish. The whole theater sings along, it’s so cool.

Os highlights do EMA 2013

Ontem foi dia de premiação importante da música, que reuniu muito artista que a gente adora lá em Amsterdã, na Holanda. O Europe Music Awards é o VMA do Velho Continente, e assim como aconteceu na América, Miley Cyrus roubou a cena. Veja isso e outros momentos na lista onde separamos os highlights da noite.

Miley Cyrus abriu o prêmio dando uma palhinha de “We Can’t Stop”, mas o seu ápice na noite foi a performance de “Wrecking Ball”. Segurou tudo no gogó.

E ao receber o prêmio de Vídeo do Ano, acendeu um baseado em comemoração.

Robin Thicke, que ganhou “in loco” o twerk de Cyrus no polêmico VMA, dessa vez fez featuring com a rapper Iggy Azalea.

Katy Perry foi toda Cirque du Soleil inspired, olha o efeito visual que maravilhoso.

Bruno Mars reproduziu o clipe “Gorilla” no palco, com direito a néon e pole dance.

Jared Leto com seus companheiros de 30 seconds To Mars arrasaram nos looks.

E as moças do Icona Pop com seu hit “I Love It”.

Ellie Goulding, que foi confirmada no lineup do Lollapalooza Brasil apresentou uma das categorias da noite. Quem também passou por lá foi o Calvin Harris e a Rita Ora.

E aí, o que você achou do EMA 2013?

O fenômeno Lorde

A sensação é de que um dia o mundo acordou e resolveu abraçar a música de Lorde e, de indie underground, ela passou a queridinha nas paradas musicais. E foi assim, tão repentino, que muita gente nem sabe quem ela é, mas está com “Royals”, seu hit número na Billboard, na ponta da língua. Vamos saber, afinal, quem é essa tal Lorde?

Bio: Essa moça toda exótica nasceu na Nova Zelândia e tem apenas 16 anos – faz 17 no dia 07 de novembro. E Lorde não é o seu nome de batismo, mas sim Ella Yelich-O’Connor.

Fenômemo: Foram só seis meses desde o lançamento do EP “The Love Club” lá na Oceania até que ela conquistasse o mundo todo. Nos Estados Unidos, já são algumas semanas no topo da Billboard, e no iTunes também fez bonito.

Influências e comparações: Segundo a própria, Lana Del Rey, Jay-Z e Kanye West foram grandes influências para o EP. Já as comparações são diversas, Adele, Ellie Goulding, Florence Welch, Grimes e Duffy são alguns nomes citados.

Primeiro álbum: “Pure Heroine” foi lançado há menos de um mês e já é sucesso em diversos países.

Se você curtiu o som de Lorde, ela já esta trabalhando seu terceiro single, “Team”.

Fique de olhos e ouvidos atentos, a adolescente promete!

Nas trilhas do The xx pelo Brasil

Ontem foi dia de show do The xx no nosso país, a apresentação é a primeira ever do trio inglês por aqui e foi transmitida ao vivo pelo Multishow. O setlist, composto por músicas dos discos “XX” e “Coexist”, fez muitos dos 4 mil fãs que conferiram tudo de perto no Rio de Janeiro irem ao êxtase.

Mas antes do grande momento, os integrantes aproveitaram para deixar registros da cidade no Instagram (Tava nubladinho, mas ficaram bem legais <3).

E como nós, fãs brasileiros de qualquer artista que seja, não podemos deixar morrer a fama de que somos muito rápidos em divulgar material na internet, eis que já tem vídeo feito lá no Vivo Rio hospedado no YouTube.

Amanhã é o show de São Paulo, e a banda é a principal atração do Popload Festival, que entre outros nomes tem o Silva, revelação da música nacional. A boa notícia é que se você quer muito ir e não comprou ou se decidiu de última hora, ainda tem ingresso para praticamente todos os setores – acesse o Ingresso Rápido.