Category: Listas

7 inspirações de fantasias carnavalescas pra fomentar já!

O carnaval bate na porta, ensaios, bloquinhos e festas já se espalham pelas cidades, e bateu aquele desespero porque você ainda não pensou nas fantasias da vez? Não tema, meu amigo, pois nós separamos algumas inspirações bacanudas pra dar um grau na criatividade carnavalesca e arrasar na avenida. Você pode curtir as inspirações a ponto de se jogar nelas de um jeito mais literal ou mesmo ter uma ideia toda sua a partir do que está aqui listado. Aproveita o embalo e clica aqui, aqui e aqui para ver mais listas de fantasias, e ainda aqui para se inspirar na hora de tacar purpurina no corpo. Vamo nessa? Já é carnaval, cidade!

Olha que ideia maravilhosa de maquiagem para sair de casa feito uma obra de arte! E não precisa de muita coisa, invista nas tintas e numa sunga/bermuda cor de pele ou colorida. Substituir esses itens por um pano amarrado também é boa pedida.

Talvez você esteja numa vibe mais “seres das matas”. Abuse de peças verdes, bichos de pelúcia e folhas e ainda invista numa maquiagem incrível.

E que tal se inspirar nos homens dos circos de antigamente? Esse peso é facílimo de fazer (use bolas de isopor e um cano ou cabo de madeira…), a referência do bigode é bem divertida (dá pra comprar ou estilizar o seu próprio bigodin), se você tiver tattoos, ótimo! Se não, faça umas fake. Fica mara!

Se tem um tema fazendo sucesso nas fantasias de carnaval, é o marítimo. Imagina que lindo você de sereio/Poseidon? Amarre um pano azul bem bonito e mais comprido na cintura e invista pesado na maquiagem; sombras azuis e metalizadas, purpurina flocada para criar textura, uma coroa de conchas ou pedras claras e até um tridente.

Você pode preferir um clássico Edward, mãos de tesoura feito em casa… Dá aquela adaptada pro calor, claro.

Ou ainda esse belo Pac-Man de papelão!

E por final, se você sempre quis ao Burning Man e nunca foi, essa é a hora de gastar a vontade de usar umas roupas de pegada meio steampunk. Olha essas, com refs meio militares/hippies e fresquinhas pra aguentar o calor!

Gostaram? Vamos conversando mais sobre o carná!

Resumão das semanas de moda internacionais: macrofomentos para ficar de olho em 2017

Janeiro foi um mês agitado para o calendário fashion. Londres, Florença, Milão e Paris receberam desfiles de grandes marcas que apresentaram suas coleções masculinas de inverno 17/18. Muito close, vários fomentos, e a gente foi atrás dos nossos favoritos pra te deixar informado do rolê. Repara:

Uma coisa é importante ser dita. Essas semanas de moda trouxeram uma ideia de que o sonho acabou. Um ar de desencanto paira diante de tantas questões preocupantes e reviravoltas políticas que tomam o planeta. Agendas de extrema direita, Brexit, Donald Trump no poder. E de que forma isso se traduz? Especialmente nas referências à juventude, dessa vez mais anárquica, certamente melancólica, saindo das utopias e sonhos de infância e adentrando o mundo real. Referências à juventude pipocam até mesmo em marcas voltadas para um público mais maduro. A juventude é a esperança de um mundo melhor, mas será que ela vai aguentar o tranco?

Gosha Rubchinskiy

Vetements

A Louis Vuitton, que fez um desfile em parceria com a Supreme e inspirado em artistas de Nova York que viveram a glória entre 70 e 90 (Basquiat, Andy Warhol, Keith Haring…). Muito pop e trazendo a alta moda para um universo mais street (e jovem, claro).

De forma mais clara e prática, isso se mostra também no militarismo, que apareceu bastante. Não tanto como tema de uma coleção inteira, nem sempre de forma literal, mas ali, rondando, reforçando a ideia de nos equiparmos contra o que está por vir. Sim, é uma vibe bélica mesmo, reflexo dos atuais movimentos no mundo.

Moschino / Walter Van Beirendonck / Gosha Rubchinskiy / Rick Owens / Lanvin

Outra parada que bombou na temporada? Acessórios. Começando pela pochete se afirmando absoluta no reino fashionista e aparecendo em uma pá de desfiles, da óbvia Supreme em parceria com a Louis Vuitton até a Lanvin, passando quepes, bonés e boinas de variados materiais (couro especialmente, parece que vai bombar), até echarpes típicas do mundo futebolístico (alô Gosha Rubchinskiy e Lanvin).

Versace / Missoni / Louis Vuitton / Lanvin / Gosha Rubchinskiy

E sim, parece que a estampa xadrez está voltando com força. Tínhamos dado um tempo nas camisas de flanela (ou não) de estampa xadrez, especialmente aquelas estampas maiores, né? De alguma forma isso começou a voltar, as camisas amarradas na cintura foram reaparecendo (Justin Bieber usa muito e inclusive fez modelos para sua coleção Purpose Tour), e agora a estampa pode ser vista em diversos tamanhos e estilos, da pegada mais grunge à mais elegante, em casacos, camisas, sobretudos… A mistura de azul com preto marcou uma presença especial.

Versace / DSquared2 / Facetasm / Givenchy

É muito massa repararmos de que forma a moda molda nosso comportamento e também como rola o movimento inverso. Pois sem saber quem veio primeiro, o ovo ou a galinha, fato é que nessa temporada algumas marcas trouxeram muitas referências do universo raver e techno, como a Dior (ahã!). “HarDior” foi a expressão escolhida para juntar hard techno e Dior numa coisa só. Particularmente em Londres essa leitura foi mais forte, com alusões encontradas em Christopher Shannon, Cottweiler e Topman (com sua psicodelia contraposta a uma pegada mais dark e, advinha, melancólica), entre outras marcas. Nada feliz e supercolorido, mas rebelde, indócil, dark. (Fun fact: no Rio de Janeiro a cultura techno tá voltando com tudo. A pegada é underground e da rua e vem se proliferando na cidade).

Dior

Christopher Shannon / Cottweiler / Topman

Agora, a macrotendência que foi puro fomento nessa temporada sem dúvidas é o street. Não importa muito a mensagem que o designer queria passar, pois o street se encaixa, se adapta a tudo. Inclusive à alta moda, que um dia já se esquivou declaradamente dessa tendência. Da Louis Vuitton ao Gosha, da Dior à Lanvin, da Vetements à Versace… Seja nos cortes super oversized que podem ser encontrados em cada vez mais marcas, seja nos jacos esportivos, nos tênis, nas referências a grupos underground e a manifestações de rua… Enquanto em alguns lugares as tentativas são de suprimir essas iniciativas, em outros elas são até de apropriação. Mas que a estética é mara, isso é.

Lanvin / Versace / Louis Vuitton / Ermenegildo Zegna / Comme des Garçons

Carnaval: 7 inspirações belas e imperdíveis de como usar purpurina no rolê + como aplicar e retirar

A gente sabe que no carnaval — que, por sinal, já começou — até mesmo quem odeia purpurina volta para casa feito uma estrela no céu. Não tem jeito; sempre haverá alguém para jogar glitter na sua cabeça sem pedir licença, sempre haverá o beijo, o abraço e a dança que cobram o pedágio do brilho e te deixam ornando com o rolê. Para quem se dá por satisfeito com a apropriação da purpurina alheia (kkk), é ótimo! Mas para aqueles que gostam de fazer uns desenhos especiais com os pontinhos brilhosos antes mesmo de sair de casa ou de pedir aquela ajuda ao amigo no meio do bloquinho para fomentar um concept de glitter no rosto, aqui vão umas inspirações para gravar na memória!

COMO UMA MÁSCARA

De uma linha embaixo dos olhos até a testa, onde você pode finalizar com um formato mais arredondado. Use a purpurina para fazer as vezes de máscara! É fácil e todo mundo entende a referência. Aliás, se você estiver usando uma fantasia de super-herói do tipo que usa máscara, pode ser bem legal fazer essa fake de glitter. Para maior aderência, use gloss ou protetor labial (passe com cuidado no formato que deseja e depois, se quiser, tire o excesso com um pincel seco).

NA BARBA

Essa não é mais novidade, mas que o efeito fica carnavalesco e vistoso não se pode negar. O Buzzfeed Austrália inclusive postou um “faça você mesmo” completíssimo para alcançar o resultado perfeito (bom também para quem gosta de efeitos mega definidos!). Se você não é tão exigente assim, pode investir na pasta de gel com purpurina e depois aplicar mais purpurina por cima para potencializar o brilho.

NOS CABELOS

Um cabelo mega purpurinado feito esse é de impacto imediato no meio do povo (até porque às vezes tudo que a gente vê é cabeça saltitante rs). Para conseguir esse efeito, siga os mesmos passos do tutorial da barba (gel + purpurina e + purpurina ainda).

NA LATERAL E AVANTE

Bem massa esse efeito que pega um bom pedaço da lateral do rosto e avança para os cabelos! É comum vermos uma galera com essa lateral bastante purpurinada, mas o avanço para os cabelos dá uma originalidade à coisa. Use gloss ou protetor labial para aplicar a purpurina no rosto e gel para modelar o cabelo e depois aplicar os pontinhos. Se quiser um exagero de brilho, um pincel ajudará no serviço!

NA LATERAL E ABAIXO

Outro jeito de dar um tchan a mais na purpurina passada na lateral do rosto é trazer ela para baixo. Uma ótima para quem tá a fim de marcar o maxilar avantajado ~kkk.

NA MARQUINHA DE SOL

Sabe quando você exagera um pouco no sol e fica com aquela linha marcada no rosto que pega as bochechas e o nariz? Então, que tal aplicar a purpurina nessa região? Se duvidar, rola até escolher uma cor de purpurina que lembre esse efeito, fica lúdico. Como sempre, se jogue no gloss ou protetor labial pra fixar o barato.

NO CANTO DOS OLHOS

Bem mais sutil do que pavão o efeito dessa purpurina aplicada com cuidado nas laterais externas dos olhos. Apesar de pouca coisa, quase nada, ainda assim vale se aproveitar daquele gloss maroto para não perder os brilhos na avenida. Agora, o desafio é conseguir não voltar para casa com (muito) mais purpurina do que saiu kkk.

BÔNUS CORPORAL

Essa não é uma referência de purpurina (apesar de ser facilmente substituído o material), mas fica bem bonito e carnavalesco o efeito de uma tinta brilhosa aplicada no corpo em regiões que já são naturalmente mais marcantes (músculos, dobras, ossos, desenho do rosto…).

E PARA TIRAR?

Uma das partes mais traiçoeiras de tanta farra da purpurina é conseguir tirar tudo depois, mas algumas dicas te ajudam nessa árdua tarefa.

– Use shampoo anti-resíduos: barba, cabelo e bigode agradecem uma hidrataçãozinha depois. E a boa é lavar pelo menos duas vezes!

– Use fita crepe: cole a fita crepe nas regiões da sua pele que estão purpurinadas e depois retire. A diferença é notável, mas você terá que repetir algumas vezes a ação para ficar perfeito (ou quase hehehe).

– Use demaquilante: aplique uma boa quantidade do produto no algodão e depois deixe agir de forma que você sinta a sua pele úmida. Puxe de vez para trazer a purpurina junto!

– Tome banho de shampoo: parece maluquice, mas é sério, e nesse caso pode ser qualquer shampoo. É que o sabonete vai acumulando a purpurina que ele retira do seu corpo e aí fica aquele passa pra lá, passa pra cá… Tomar um banho de shampoo (fazendo bastante espuma) ajuda bastante nessa função ingrata rs.

Gostaram das dicas? Fiquem ligados que vem mais papo de carnaval por aí. E quem tiver outras belas referências purpurinadas ou dicas de como tirar o paranauê depois, conta aqui!

Roupa de Homem: tudo que rolou na 3ª temporada da série lá no canal

Vocês devem ter visto que a terceira temporada da nossa série querida, a Roupa de Homem, finalmente saiu lá no canal do Youtube. Foram dois episódios por dia durante toda a semana, permitindo assim aquele binge watching maneiro que você respeita. Dá uma olhadinha aqui no making of:

Dessa vez a série foi apresentada pela C&A e foram dez episódios com muitos temas novos e que estão super em pauta na moda contemporânea, tipo agênero e activewear. Tudo naquela pegada “papo entre amigos” e troca de ideias que vocês estão ligados. Repara só:

Aliás, já começamos com agênero, onde falamos sobre como empurrar as fronteiras de gênero nos looks, relembramos que isso de alguma forma já existia há tempos (lembra do unisex?) e defendemos a liberdade na hora de se vestir!

Depois compartilhamos umas dicas pra quem vai para uma entrevista de emprego e não sabe em que look investir; dos lugares mais formais aos mais descolados.

Então, aquele evento que deixa todo mundo confuso pra dedéu. O casamento, é claro! Que cor de paletó, com que camisa, com que sapato? Calma que o Brazinho responde!

Uma das tendências que mais está bombando ultimamente é a do activewear. Tanto porque andamos muito malhadores mesmo quanto porque a roupa de pegada esportiva está mais estilosa, moderna e cheia de design do que nunca e já pode ser usada em tudo que é lugar! Duvida?

E claro que falamos bastante de estampas, afinal de contas, taí uma coisa que a gente adora usar e que carrega junto vários truques de styling que vale conhecer. Tem floral, poá, camuflado, xadrez…

Aí chegou a vez de falar de utilitários. Peças cheias de bolsos, zíper, velcros, tecidos tecnológicos, botas resistentes… É a união da funcionalidade com a praticidade que te deixa com cara de explorador e aventureiro. Perfeito para fugir da selva de pedra e adentrar selvas de verdade.

Quem entrou numa vibe mais clean nesses últimos tempos bate aqui! E nesse quesito o preto e branco leva nota dez. Uma misturinha muito prática, na qual tudo combina com tudo, que traz resultados elegantes, descolados, mais básicos; vai do estilo de cada um, mas são sempre muito bons, especialmente para o homem moderno que não quer gastar muito tempo pensando no que vestir. Rolou até um desafio pra vocês nesse vídeo, aperta o play pra descobrir qual!

Mas eis que Brazinho pisciano teve que trazer aquela coisa mais mística para essa temporada do programa, né não? Falamos de cores, seus significados, as energias que elas despertam e como elas funcionam juntas ou separadas. “Eu ando pelo mundo…” kkk.

Hoje em dia onde é que se acha surra de look por metro quadrado? É em semana de moda? Que nada, é em festival de música! O momento perfeito pra se jogar no guarda-roupa e montar aquele look mais elaborado e divertido que você sempre quis experimentar. Corre no vídeo pra descobrir as dicas espertas desse “festivaleiro” que vos fala pra otimizar a montação.

E pra fechar a temporada, um assunto que não poderia faltar de jeito nenhum, ainda mais em tempos de verão: praia. E o que colocar na malinha? Roupas leves: check. Chapéu? Check! Chinelos e sandálias? Sim, por favor. E mais vários itens básicos pra fomentar o concept praieiro.

Agora a gente quer saber: o que vocês acharam dessa temporada? Já mandem sugestões e pedidos de novos temas para o Roupa de Homem e, claro, se inscrevam no canal! É rapidinho e vocês ficam por dentro de tudo que ainda vamo aprontar por lá.

Beleza: 3 produtinhos acessíveis pra dar um grau na sua rotina de verão

Verão, calor no coração, sol, suor, oleosidade, queimaduras, ardência, ai meu deus, socorro, o que eu coloco nessa pele pra aliviar o desconforto? Não temam, amigos, pois cá listamos três produtinhos que valem por vários e com opções que cabem em todos os bolsos para ajudá-los na árdua tarefa de se cuidar na estação mais quente do ano. Tudo de um jeito prático e rápido, porque o que queremos mesmo é aproveitar os dias longos e iluminados e as noites calientes, sem gastar horas cuidando da beleza. Bora dar aquele grau na rotina de beleza veranesca?

ÁGUA TERMAL

Às vezes soa como frescura, mas a água termal é o tipo de produto no qual vale muito o investimento nessa época de calor. Ela é extraída das rochas e cheinha de compostos minerais altamente concentrados, perfeita para hidratar, refrescar, aliviar coceiras e irritações, como pós-barba, além de ser um poderoso antirradical. Parece muita riqueza, né? Mas existem opções baratas sim.

Lindoya (150ml): R$ 34,88

La Roche Posay (150ml): R$ 59,90

Avène (150ml): R$ 59,90

Vichy (150ml): R$ 71,90

LENÇO MATIFICANTE

Com o calor é natural que a pele fique mais oleosa e lenços matificantes são uma boa opção de paliativo para a aparência brilhosa do rosto. Não tem mistério, é só encostar o produto na pele, especialmente na zona T, e desfrutar de seu efeito.

Ricca (50 unidades): R$ 5,99

Mary Kay (70 unidades): R$ 29,00

Artdeco (100 unidades): R$ 47,90

Sephora (50 unidades): R$ 56,00

ÓLEO DE COCO

O novo milagre natureba de beleza que você respeita! Sim, o óleo de coco é uma verdadeira poção mágica de verão, servindo para diversos probleminhas de calor ao mesmo tempo. Você pode usá-lo para hidratar os cabelos, que ficam sofridos depois de tanta piscina e água salgada (é só passar no comprimento antes de dormir e lavar normalmente no dia seguinte), pode hidratar a pele do rosto com a ajuda de um algodão, pode hidratar o corpo (super válido depois de tomar um torrão no sol) ao misturá-lo com um hidratante de sua escolha e pode também misturar uma medida do óleo com água mineral filtrada e colocar num vidro spray, o que se tornará uma boa solução bifásica para aplicar nos cabelos durante o dia de praia ou piscina. Pensando bem, aqui está um produto que vale por uns dez kkk.

Copra (200ml): R$ 22,90

Falaí pra gente outros produtinhos de verão que valem o esforço!

Prêmio Brazinho 2016: uma retrospectiva dos melhores e piores desse ano

Foi um ano do cão e a gente tá como? Até com medo de cantar vitória antes dele acabar. Enquanto esses últimos diazinhos de 2016 não se vão, vamos fazer aquela retrospectiva marota e tentar pensar em coisas boas né, mores, porque a gente concorda que não foi fácil pra ninguém e não precisamos incentivar o up na dose de Rivotril.

DESFILE DO ANO: LAB A LAB inegavelmente fez o desfile mais impactante das semanas de moda brasileiras em 2016. Na sua estreia no SPFW, a nova marca de Emicida e Fióti trouxe para a passarela uma militância dona de seu lugar de fala, modelxs negrxs e gordxs e a representatividade de quem realmente representa o que diz, num cenário de moda às vezes tão caduco. Representaram e cutucaram a ferida, issaê!

ESTÉTICA DO ANO: GAROTOS RUSSOS Falando sério; a estética que dominou os editoriais e as referências de moda foi essa “garotos russos”, capitaneada pelo Gosha Rubchinskiy, claro. Cabeça totalmente raspada ou quase, short fringe e um streetwear com cara de vintage e fresh ao mesmo tempo são as grandes sacadas dessa tendência, que se inspira nos jovens russos pós-soviéticos e mescla decadência e modernidade, austeridade e globalização.

PESSOA DO ANO: LINIKER Ele, ela, ili: Liniker! Quem não cantarolou “a gente fica mordido, não fica…” em 2016? Um dos principais nomes da nova música brasileira, a cantora entregou um trabalho de peso e trouxe junto sua militância em torno das questões de gênero, que foram muito debatidas inclusive no universo fashion — Liniker é ótimo em usar a moda e sua estética como expressão de quem é, sem divisões de gênero para saias ou calças, barba ou batom. E Liniker aboliu o gênero de sua vida. É A Liniker, O Liniker, apenas Liniker. Não tem fórmula! Palmas.

BANDA DO ANO: BAIANASYSTEM Com certeza um dos grandes presentes sonoros de 2016! Banda baiana que mistura um monte de referências sonoras da Bahia, africanas, eletrônicas, num resultado único e daqueles que te faz querer dançar e dançar e dançar… Sério, já bote na playlist da virada. Eles arrastam a massa mermo, é massa demais!

GRANDE MOMENTO DO JORNALISMO: GLÓRIA MARIA NA JAMAICA Jamais esqueceremos os vídeos e memes de Glória Maria chapada? JAMAIS! Porém devemos salientar que Glória foi à Jamaica para visitar uma comunidade Rastafári radical, a mais fechada de todas, que considera viver num território independente e possui suas próprias regras de convivência, seguindo os preceitos da busca por bênçãos e amor. A ganja, claro, é amplamente consumida, e Glória não podia fazer a desfeita de não participar do ritual. Foi um maravilhoso samba na cara dos caretas, numa reportagem justa, cabeça aberta… Olhe, Glória arrazasse!

PRÊMIO EMPREENDEDORISMO: MALHA A Malha fica no Rio de Janeiro e é uma baita iniciativa que conecta criadores, empreendedores, produtores, fornecedores e consumidores em torno da ideia de construção de uma moda mais sustentável, tudo isso suportado por um mega espaço em São Cristovão. Ali o funcionamento é independente, colaborativo, a favor da troca… Na Malha existem coworking, cosewing, escola, laboratório de experimentação, lojas; enfim, toda uma comunidade ressignificando a indústria e mostrando que é muito possível fazer moda do bem e atenta ao rastro que deixa. A iniciativa é do André Carvalhal e merece todo o reconhecimento. Por sinal, já visitou o lugar? Vale muito!

FESTA DO ANO: CARNAVAL Contrariando Los Hermanos, o carnaval não teve fim em 2016. Bem do jeito que a gente gosta, foram longos meses de rua, 0800, suor, cerveja, catu, zero carão e ocupação de zonas da cidade muitas vezes por nós esquecidas no dia a dia. O Rio de Janeiro parece ter um tambor mágico que alguém toca numa praça qualquer da cidade e, quando você vê, tem cem pessoas e um bloco formado parando a avenida, alguém já distribuiu a purpurina, os ambulantes chegaram com a breja gelada e o Gregório Duvivier também já apareceu no meio da multidão.

DRINK DO ANO: APEROL SPRITZ x CATUABA Só com muitos drinks pra aguentar a barra que foi viver esse 2016. Quando estávamos numa energia mais Patrícia, era de Aperol Spritz que as nossas almas feridas se banhavam! Agora, quando a pegada era mais rueira, curávamos as dores com a danada da Catuaba. Cheers, migos, e que venha 2017!

COMIDA DO ANO: BLEH Orgânica, sem glúten, sem lactose, sem açúcar… Sem gosto! kkk Brincadeiras à parte, nunca ficamos tão bitolados com os ingredientes das nossas refeições e com a ideia de ser “fitness”, que já provou não ser a solução da vida. Esperamos que nesse Natal todos tenham se permitido comer com prazer e sem contar calorias, até porque o verão já chegou e pra ir à praia é só ter um corpo e tacar uma roupa de banho nele!

CLOSE ERRADO DO ANO: DONALD TRUMP Estados Unidos: melhorem. Donald Trump foi eleito o 45º presidente do país, contrariando as previsões (tanto as de pesquisas quanto as mais otimistas) e a gente fica aqui esperando para descobrir o que nos aguarda num futuro próximo com Trump no poder. Certamente boa coisa não é; é só olhar aquele bronzeado fake alaranjado pra já ter noção da desgraça. Socorro!

CANAL DE YOUTUBE DO ANO Claro que o da Gretchen ensinando a fazer bolo de carne moída! Ou nos mostrando suas lingeries! Ou simplesmente trazendo um vídeo de bom dia pra fazer a sua semana mais feliz. “Oi povooo, povo, tudubeim?”. Amamos.

Mas tem também o canal da VICE, que tem uma verdadeira SURRA de conteúdos originais, inusitados, bem loucos e que vão de pura diversão a reportagens seríssimas sobre um mundo de assuntos; de drogas a arte, de esportes a política, de psicodelia a sexo. Vai lá que é close certo, manas.

FELIZ 2017!