Category: Listas

10 motivos para Justin Timberlake ser o Presidente do Pop

Ontem, 25 de agosto, o Video Music Awards serviu para coroar de vez, ou melhor, eleger o Presidente do Pop. A noite, que era esperada pelas apresentações de Lady Gaga e Katy Perry, acabou reduzida a apenas um nome: Justin Timberlake. O astro recebeu o prêmio Michael Jackson Video Vanguard Award e mostrou no palco porque merece o novo título. Agora, nós só viemos confirmar isso com mais dez:

1. O único desertor de uma boyband que atingiu o sucesso em carreira solo

2. Namorou a princesa do pop quando ela estava no auge

3. De quebra é ator

4. Ficou 7 anos afastado da música e conseguiu voltar por cima

5. Tem o álbum mais vendido de 2013

6. É o único que compete páreo a páreo com Michael Jackson na dança

7. Tem um senso de moda invejável

8. A sensualidade então…

9. Fez a Taylor Swift e a Lady Gaga se jogarem duranta o VMA

10. Deixou a Janet Jackson pagando peitinho na TV mundial durante o Super Bowl

Justin, na moral, queria ser você. Te amo.

10 tatuados que vão te inspirar!

De um passado onde era vista como algo transgressor e de nichos, a tatuagem agora é fetiche. E, mesmo que ainda enfrente o preconceito e olhos tortos dos mais conservadores, a gente do lado de cá, mais cabeça aberta, ama um pele marcada com tinta. Por isso, selecionamos dez famosos que representam muito bem tudo isso:

Se você tem fetiches por ruivos também, não perca tempo e clique aqui.

 

Os hollywoodianos que exportam estilo

Os produtos de exportação de Hollywood vão muito além do filmes. Na lista, podemos incluir estilo, muito estilo. Os atores, tanto através de seus personagens nas telonas quanto fora delas, influenciam a forma com que muita gente ao redor do mundo se veste e se comporta. E os dez mais em alta, atualmente, estão por aí nas capas das revistas, nos flagras dos sites de fofocas e acabam sempre sendo ótimos exemplos de inspiração. Vamos conferir?

10. Ian Somerhalder

Com olhos como os do Ian Somerhalder é até difícil prestar atenção em outra coisa. Mas o ator manda bem no guarda-roupa. Seguindo a linha mais rocker, ele também não abre mão de um chapéu.

9. Shia LaBeouf

De barba farta e cabelão ou de rosto liso e bem penteado, Shia está despontando como um dos nomes promissores da sétima arte. E o mais interessante é que ele também ocupou lugar cativo no coração dos fashionistas.

8. Robert Pattinson

O mais legal do visual do Pattinson é que seu cabelo bagunçado fica bem de qualquer jeito. Desde quando faz parte de um look sujinho até os mais arrumadinhos, daqueles que sempre vemos nos tapetes vermelhos das premiações.

7. Johnny Depp

É inevitável existir uma seleção de estilosos do cinema e deixar o Johnny Depp fora dela. E o principal motivo é que o ator é ícone há décadas e nunca deixa a peteca cair. Tatuagens, óculos e cabelos invejáveis sempre acompanham sua beleza atemporal.

6. Jude Law

Jude Law é do time dos clássicos. A mistura blazer e camiseta básica é uma de suas marcas registradas. E o belo inglês também não abre mão das cores sóbrias, que caem muito bem junto de seu belo par de olhos azuis.

5. Andrew Garfield

Com o ar de timidez que carrega, Andrew Garfield forma com a namorada Emma Stone um dos casais mais antenados do cinema. E a aparência nerd só aumenta o interesse em acompanhar tudo que o ator usa por aí.

4. Zac Efron

Da Disney para o cinema adulto, Zac também cresceu como personalidade da moda. Umas de suas características mais marcantes são o cabelo e a forma como transita bem entre variados estilos, desde o skater boy ao mais alinhado.

3. James Franco

Dono de um sorriso cativante, Franco faz a linha mais discreto. O que de forma alguma quer dizer que ele não consiga expressar muita atitude na hora de se vestir.

2. Ryan Gosling

Sabe aquela história de que elegância vem de berço? Então, Ryan Gosling é bem assim. O ator, além do belo porte físico, está sempre impecável. E quando ele usa óculos de grau então… Ah, gente, tem como não amar?

1. Justin Timberlake

Se você é do time que se lembra dos cachinhos do ex-líder do N Sync, já percebeu que o também ator fica bem de todas os jeitos – claro que cada uma condizendo com a época. Depois de muito tempo apostando no cabelo raspado, Justin agora ostenta um topete discreto 50’s que tem tudo a ver com o atual estilo “Suit & Tie”.

Os Anos 90 de A a Z

A. Axé Music

Se tem um estilo musical que é A CARA dos anos 90 no Brasil, é o Axé Music. Nascido logo no início da década com Margareth Menezes e Daniela Mercury, acabou virando uma big indústria que conquistou o Brasil ao máximo com É O Tchan, e zilhões de outras da mesma leva. Do axé surgiu a musa maior da música brasileira: Ivete Sangalo!

B. Brad Pitt

O galã dos galãs dos anos 90, Brad Pitt tinha que ser um item da nossa lista. A trajetória dele na década foi impressionante, em filmes como Thelma e Louise [91], Entrevista com o Vampiro [94] e Clube da Luta [99]. Pra completar, Brad foi eleito o homem mais sexy do mundo pela Revista People em 95. Sex symbol da época! [e de hoje, né]

C. Calvin Klein Jeans

Popularizados por Kate Moss, o jeans da Calvin Klein foram os mais desejados da época. Mas não eram só os jeans que davam popularidade pra marca. Suas propagandas com conteúdo sexy, homoerótico e junkie levaram os mais conservadores à loucura, o que só fez bombar mais a CK.

D. Dance Music

“Ooh ooh aah aah sexy eyes
I’m gonna take you to paradise”
Depois do progresso da música para dançar dos anos 70 e 80, anos 90 sofreram com uma enxurrada de músicas descartáveis e ruins. Ok, hoje em dia a gente pode até achar que são “clássicos”, mas vamos combinar: era muito ruim!

E. Escolinha do Professor Raimundo

Com sua primeira [e principal] fase começando em 90 e terminando em 95, a Escolinha era um ótimo programa de humor às antigas. A receita é usada até hoje: personagens com bordões repetidos em toda aparição. O bacana dela é que reunia os maiores comediantes de todas as épocas num programa só, sem baixar o nível e sem humilhar ninguém. <3

F. F.R.I.E.N.D.S

Série favorita de 10 entre 10 adolescentes, todos queriam ter uma vida Friends. Morar sozinho numa metrópole e ter uma turma de amigos que se vê todos os dias. A grande sacada da década na TV. EU AMO PHOEBE <3

G. Grunge

Quem não adora chamar aquele seu amigo de cabelo desgrenhado e camisa xadrez de flanela de grunge? O que era só um estilo musical acabou virando um movimento. Como uma ressaca de todas as drogas pesadas dos 80, o grunge era melancólico e escuro, assim como os rapazes do movimento. E claro, Nirvana.

H. Hard Rock Café

Quem não queria, pelo menos no Brasil, uma peça de roupa ou acessório do Hard Rock? Camisetas, moletons, bonés, buttons e tudo que tinha aquele famoso logo era desejado. E a graça era: quanto mais longe o Hard Rock de origem da sua peça, mais cool você era.

I. Internet Porque se não fosse ela, não estaríamos aqui. <3

J. Jardineira

Taí uma peça de roupa que foi popular nos 90’s. Jardineira, macacão, overall, com alpercatas. Fundamento fashion.

K. Keds

Se tem algo que não tem como negar que é a cara dos anos 90 é o combo Calça Fusô (haha) + Keds. Febre entre principalmente as mulheres, hoje em dia ele voltou nos pés femininos e nos masculinos também.

L. Laura Pausini

“Chissà se tu mi penserai Se con i tuoi non parli mai Se ti nascondi come me Sfuggi gli sguardi e te ne stai Rinchiuso in camera e non vuoi mangiare Stringi forte a te il cuscino Piangi e non lo sai quanto altro male ti farà la solitudine”

NÉ?

M. Macarena

O “Nossa, nossa, assim você me mata” – só que mais legal – dos anos 90, é um clássico até hoje. Podem julgar, mas muito bem colocada, numa pista ela ainda funciona!

N. Napster

Como não esquecer a primeira grande ponte para downloads de mp3? O Napster, amado por nós e odiado pelas gravadora – mudou o jeito que se consome música até hoje, uma das grandes ferramentas na revolução digital.

O. Oakley

A Oakley ainda existe, se mantém como uma marca muito bacana de lifestyle e sportwear, mas que ela teve seu auge nos anos 90, ah se teve! Os óculos de material inquebrável, com lente feita para os astronautas da NASA, os espalhados azuis e laranjas eram sonho de consumo de uma geração. Aqui no Brasil custavam uma fortuna!

P. Polo Sport

A cara dos Anos 90, junto com Azzarro [vixe!] e CK One [yeah!]

Q. Quentin Tarantino

Se tem alguém que soube trabalhar a cultura pop produzida em décadas esse alguém foi Tarantino. Colocando gangters em conversas inusitadas e abusando da violência e da linguagem de videoclipe, com certeza é o grande diretor da década.

R. Reality Shows

Foi nos 90 que os Reality Shows apareceram para se tornarem o grande caça-níqueis da TV nos anos 2000. Na gringa eles já eram produzidos em larga escala desde o final da década. Real World na MTV, Survivor e Big Brother foram os primeiros da linha que viraram febre mundial.

S. Spice Girls

Na década das mega-estrelas teen, nada mais representativo que as Spice Girls. A única girl band realmente legal no paraíso das boy bands. Em apenas 3 discos (ok, só 2 são realmente legais) elas dominaram o mundo pop nos últimos anos da década e são lembradas com carinho até hoje!

T. Teen Movies

10 Coisas Que Odeio em Você, Ela é Demais, American Pie, Pânico, Segundas Inteções… definitivamente a indústria Hollywoodiana cnoseguiu explorar ao máximo o público que mais consome sem pensar: os adolescentes!

U. Über Models

Os 90’s foram a era das modelos. Elas ultrapassaram as barreiras das passarelas e editorias e se tornaram verdadeiras pop stars. Naomi Campbell, Cindy Crawford, Linda Evangelista, Kate Moss são as maiores representantes dessa época de ouro do “mundo das passarelas”, participaram até o clipe Freedom do George Michael.

V. Video Game

Depois do surgimento do Atari nos anos 80, os Video Games viraram item obrigatório em qualquer casa brasileir. Foram várias marcas e modelos que surgiram e cresceram na década: Mega Drive, Super Nintendo, Game Boy e Playstation. Alex Kid, Super Mario World, Sonic. Eita saudade.

W. Whitney Houston

Com um dos maiores sucessos de todos os tempos na música (e conseqüentemente nas trilhas sonoras), I Will Always Love You, Whitney viu seu auge nos anos 90. Voz poderosa e interpretação grandiosa foram as armas de Whitney para alcançar o topo. Mas nos 2000 ela viu sua decadência devido a problemas maiores que não valem ser lembrados. Lembremos da boa e velha Whitney, rainha pop!

X. XUXA

A Rainha dos Baixinhos continuou com sua supremacia televisiva durante todos os anos 90, e com um programa que a gente amava, o Planeta Xuxa! Todos os sábados de tarde, o Planeta Xuxa. Saudades da rainha em sua melhor forma! <3

Y. Y2K A expectativa pelos anos 2000 tomou conta da segunda metade da década. Afinal era virada de século e milênio! Quem não lembra do medo do apocalise, ou pior, do BUG DO MILÊNIO!

Z. Não conseguimos achar, dá pra acreditar? Contamos com sua ajuda nos comentários!

5 motivos para adorar Macklemore & Ryan Lewis

Os novos “caras mais legais do mundo” no momento são Macklemore e Ryan Lewis. A dupla dinâmica dos Estados Unidos já tinha sua carreira solo, mas há uns anos atrás quando começaram a trabalhar juntos, viram que mandavam bem melhor unindo as forças – Macklemore é o MC da vez, e Ryan Lewis, seu fiel escudeiro produtor! Veja nossos 5 motivos para adorá-los!

1. Dance, dance, dance

Quem não adora dançar um hip hop? Músicas como Thrift Shop, tem uma batida bem nasty – além disso, eles entram também nessa onda de música de festa que domina o pop!

2. Os clipes são o máximo!

Adoramos artistas que curtem encarnar personagens nos seus clipes, ainda mais quando esses personagens são super canastrões. Os clipes de M&RL são muito bem produzidos, originais e quase sempre com uma atmosfera surreal.

3. Eles têm muito estilo.

Pode parecer fútil e há quem diga que a única coisa que importa no artista é a música. Mas sim, estilo importa sim! E os meninos mandam muito, agregando referências mesmo quando estão assumindo personagens nos clipes!

4. Eles são engraçados…

Artista marrento e que se leva a sério é um saco. Kanye West, a gente te ama, mas você é um chatinho de galocha, né? Desse mal, a dupla não vai morrer. Eles são divertidíssimos e debochados. Arma infalível no pop!

5. … mas sabem falar sério.

O primeiro single de sucesso dos dois foi Otherside Remix sampleando a música homônima do Red Hot Chilli Peppers, um desabafo de Macklemore após se afundar nas drogas e ter sentido que não fez sucesso na carreira por não seguir os padrões do mainstream. Além disso defendem o casamento gay na música Same Love. Em várias entrevistas, Macklemore protestou contra a homofobia na música mainstream, principalmente no Hip Hop.

11 covers de músicas pop por artistas indie

Muitos dizem que o pop é descartável, mas se realmente fosse, não curtiríamos muitos hits que fazem as pistas (e iPods) tremerem até hoje. Pra provar que muitas músicas pop entraram para nossa cultura de forma visceral, listamos 11 covers de hits pop por bandas indie. Selando de vez a paz entre esses dois mundos! S2

1. Womanizer por Franz Ferdinand

A banda de dance-rock mais legal do planeta faz esse cover digno de um dos últimos bons hits de Britney.

2. Fireworks por Yoko Ono

Espécie de avó dos indies/hipsters, fez brotar o underground que existia em John Lennon. Décadas depois, Yoko Ono choca a sociedade com essa estranha performance de Fireworks.

3. SexyBack por Corine Bailey Rae

A angelical e poderosa Corine Bailey Rae dá um tom de cabaret ao clássico-pegação de Justin Timberlake. Gravação da do programa Live Lounge da Radio1. [perdão pelo vídeo com foto de Jennifer Love-Hewit, era o único com essa versão]

4. Get Ur Freak On por The Ping Pong Orchestra

O gênio nem-tão-conhecido Shawn Lee comanda a The Ping Pong Orchestra na versão surf music desse clássico de Missy Elliot. Poderia fazer parte da trilha de Pulp Fiction.

5. Boderline por The Flaming Lips

Os adoráveis psicodélicos do Flaming Lips homenageiam a diva absoluta do pop com um de seus grandes clássicos.

6. Dirrrtylicious por Keane

A banda rock-sapatênis Keane mandou até que bem nesse mash-up de Christina Aguilera com Destiny’s Child. Alguma hora tinham que acertar!

7. Don’t Stop The Music por Jammie Cullum

O bom moço Jammie Cullum regrava a naughty girl Rihanna. Contraditório e maravilhoso!

8. Whip My Hair por James Vincent McMorrow

O irlandes banquinho-e-violão deu uma relaxada no batidão de Willow Smith. É legalzinha, mas tirou toda a graça da música. Mirou no cool, acertou no boring.

9. I Will Survive por Cake

O clássico dos clássicos dos covers pop. Arrisco até dizer que é mais legal que a original. #prontopolemizei

10. Starchic por Bonde do Rolê

O deboche do Bonde consegue até deixar a chata da Nicki Minaj legal. Nem preciso dizer que também acho melhor que a original.

11. Hit Me Baby One More Time por Travis

Outro representante do rock-sapatênis, Travis também homenageia a princesinha do pop (hahaha adoro esse apelido) com esse cover legalzinho. Podia ser aquele mané na festa que quer fazer uma média com as meninas e se fazer de cool. Mas é apenas o Travizzzz.